McLaren diz que volta à normalidade é “notícia extremamente positiva” para Fórmula 1

A Fórmula 1 anunciou o novo calendário para 2021 com 23 datas disponíveis e 22 provas. Zak Brown, chefe da McLaren, elogiou a divulgação e exaltou o trabalho da categoria com a FIA para retornar o esporte à normalidade

A Fórmula 1 anunciou, nesta terça-feira, o calendário para a próxima temporada. Com 23 datas reservadas, mas 22 provas confirmadas — incluindo o GP do Brasil em Interlagos —, a categoria espera conseguir disputar todo o cronograma planejado e visitar os países acordados.

Em 2020, por conta da pandemia de Covid-19, diversas etapas foram canceladas, adiadas e outras, que nem estavam nos planos, foram incluídas. Por isso, a definição do calendário de 2021 alegra os dirigentes, inclusive Zak Brown, CEO da McLaren.

“Isso é uma notícia extremamente positiva para o esporte, para as equipes, promotores, imprensa e, claro, os fãs. É um atestado do incrível trabalho e do cuidado da Fórmula 1, da FIA, de promotores e todas as equipes do grid que a categoria agora consiga anunciar o calendário completo para 2021”, disse ao site GP Fans.

A largada do GP da Rússia, que vai receber a F1 em 2021 (Foto: Renault)

“Vamos continuar a trabalhar próximos com Fórmula 1 e FIA, que estão liderando as equipes na maneira como implementaram o retorno das corridas, com protocolos rígidos. Essa experiência coletiva nos dá muita confiança de que o esporte vai retornar à normalidade na temporada 2021”, seguiu o chefão da McLaren.

O cronograma da F1 para a próxima temporada, no entanto, ainda conta com alguns detalhes a serem analisados. Cancelado neste ano, o GP do Vietnã não aparece no calendário de 2021, mas a FIA deixou uma janela em abriu a ser confirmada.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Quase todas as corridas canceladas em 2020 por conta da pandemia retornam: o GP da Holanda está no cronograma da próxima temporada, enquanto outras como o GP de Mônaco, Canadá, França, Estados Unidos, México, Singapura, China, Azerbaijão e o próprio GP do Brasil retornam após um ano fora. A grande novidade é a entrada da Arábia Saudita.

A etapa brasileira pareceu, por algumas semanas, improvável para 2021, pois a F1 apostou as ficas no projeto de Deodoro, autódromo no Rio de Janeiro cujas obras ainda nem começaram. Após atrasos e problemas financeiros, Interlagos voltou a ser considerado e vai receber a categoria entre 12 e 14 de novembro do próximo ano.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Ouça os programas do GRANDE PRÊMIO no formato de podcast:
Anchor | Apple | Spotify | Google | Pocket Cast | Radio Public | Breaker

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube