McLaren fala em “sentimentos mistos” na Itália e admite: “Ainda não podemos vencer”

Andreas Seidl, chefe da equipe, comemorou o pódio conquistado, mas reconheceu que o carro ainda não permite brigas por vitórias

A vitória é um sonho que, por enquanto, não pode ser realizado pela McLaren. Neste domingo (6), Andreas Seidl, chefe da equipe, comemorou o pódio de Carlos Sainz Jr no GP da Itália, mas admitiu que o triunfo ainda está fora de alcance com o atual carro.

Na disputa em Monza, assim que a largada foi autorizada, o espanhol conseguiu se colocar em segundo, atrás apenas de Lewis Hamilton. Mas o cenário na pista mudaria drasticamente: primeiro, o safety-car foi acionado por conta do abandono de Kevin Magnussen. Depois, uma bandeira vermelha foi necessária pelo forte acidente de Charles Leclerc na curva Parabólica.

Quando a nova saída foi autorizada, o hexa da Mercedes ainda liderava, mas precisou pagar punição e caiu para último, promovendo Pierre Gasly para primeiro e Sainz para segundo. O #55 até pressionou o francês nos últimos giros, não conseguiu alcançá-lo, recebendo bandeira quadriculada na segunda colocação, 0s4 atrás do vencedor.

Norris e Sainz posaram com o time após a corrida (Foto: McLaren)

“Primeiro de tudo, parabéns para a AlphaTauri e Pierre Gasly pela ótima vitória. E parabéns para cada membro de nosso time. Foi um ótimo resultado para nós, um pouco de sentimentos mistos, mas nos beneficiamos dos problemas da Mercedes”, disse Andreas.

“Estou feliz com o segundo e quarto lugares. Acordamos de manhã querendo vencer, mas sabemos que não podemos vencer no momento com o carro que temos, mas esperamos que consigamos no futuro”, concluiu o dirigente.

Sobre a corrida, Sainz seguiu a mesma linha do dirigente de gosto agridoce: admitiu ter ficado decepcionado com a segunda colocação, mas ressaltou que o pódio era motivo de orgulho para a equipe.

A Fórmula 1 agora ruma para Mugello, para o GP da Toscana que acontece na próxima semana. A corrida é a segunda de três agendadas para a Itália.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube