McLaren nega que Hamilton esteja em negociações com Mercedes e diz que segue conversando com piloto

As especulações a respeito do futuro do mercado de pilotos da F1 ficaram quentes nesta quarta-feira, depois que Eddie Jordan, da ‘BBC’, afirmou que Lewis Hamilton já teria o esboço de um acordo com a Mercedes. Os alemães não confirmaram a informação

Depois da notícia de que Lewis Hamilton estaria próximo de se acertar com a Mercedes para ocupar o lugar de Michael Schumacher a partir de 2013, a McLaren veio a público para desmentir a notícia de que vai perder o campeão mundial de 2008, ainda sem contrato para além deste ano.

“Fomos informados pelos empresários de Lewis Hamilton de que esta história não é verdadeira. As negociações entre Lewis Hamilton e a McLaren continuam”, afirmou um porta-voz de Woking.

Hamilton segue negociando com a McLaren, segundo a própria equipe (Foto: McLaren)

Em nota, a Mercedes não confirmou e nem desmentiu conversas com Hamilton. “Até que nos encontremos prestes a confirmar a nossa dupla de pilotos para a próxima temporada, é inevitável que existam especulações a respeito deste tópico”, minimizou o time alemão.

Uma possível dupla com Nico Rosberg seria inédita na F1, mas não na carreira dos pilotos. Nos tempos do kart, os dois contaram com investimentos tanto da Mercedes quanto da McLaren em uma equipe comandada por Keke Rosberg. O Team MBM durou dois anos e, neste período, Hamilton comemorou o título do Campeonato Europeu de Kart.

O Grande Prêmio cobre 'in loco' neste fim de semana a 13ª etapa do Mundial de F1, o GP da Itália, direto de Monza, com Evelyn Guimarães.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube