McLaren reconhece falha na centralina de Webber durante GP da Austrália e pede desculpas à Red Bull

A McLaren Electronic Systems, subsidiária da McLaren responsável pelas unidades de controle eletrônico de todos os carros da F1, reconheceu a falha na centralina do carro de Mark Webber no GP da Austrália e pediu desculpas à Red Bull e ao piloto australiano

A McLaren admitiu falha na unidade de controle eletrônico do carro [ECU] de Mark Webber no GP da Austrália, no último domingo (17). Responsável pelo desenvolvimento do software da centralina de todos os carros da F1, a McLaren Electronic Systems, subsidiária da McLaren responsável pelo equipamento, realizou uma inspeção mais detalhada na peça e detectou o problema. Como consequência, o time britânico pediu desculpas ao piloto australiano e também à Red Bull e prometeu trabalhar para que a falha não se repita.

O GP da Austrália foi bastante tenso para Webber, que enfrentou problemas no sistema de telemetria e no Kers antes mesmo de alinhar para a volta de apresentação em Melbourne. Após o fim da corrida, Christian Horner, chefe de equipe da Red Bull, criticou a McLaren e responsabilizou a rival pelos problemas no carro de Webber. “Você precisa perguntar para a McLaren porque a centralina não funcionou, porque Mark ficou ‘cego’ e não teve telemetria”, bradou o britânico, logo após a prova.

Webber não teve  telemetria à disposição no GP da Austrália por conta de uma falha na centralina da Red Bull (Foto: Red Bull/Getty Images)

Em entrevista ao site da revista britânica ‘Autosport’, Peter van Manen, diretor da McLaren Electronic Systems, respondeu às críticas de Horner e disse que a centralina do carro de Webber estava em ordem, mas o sistema de dados do RB9 de número 2 estava com problemas. O dirigente prometeu resolver a situação o quanto antes.

“Houve um problema com o sistema de dados de Mark Webber na garagem, durante a volta de apresentação. A centralina do carro estava ok. Nós lamentamos os transtornos causados na preparação de Mark para o início da corrida e vamos seguir trabalhando com a equipe para evitar que isso se repita”, afirmou.

Mas após avaliar com mais profundidade o problema e a centralina de Webber, a McLaren Electronic Systems não teve dúvidas e assumiu a responsabilidade pela falha ocorrida na Austrália. Por isso, o pedido de desculpas ao piloto e também à Red Bull. “Isso interrompeu os preparativos deles para o começo da corrida, por isso pedimos desculpas a Mark e à equipe. Estamos trabalhando com eles para evitar que isso se repita”, disse a empresa, por meio de comunicado divulgado na última terça-feira.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube