McLaren vê F1 mais saudável com novo regulamento e diz: “Fãs venceram”

Chefe da McLaren, Zak Brown afirmou celebrou as decisões desta quara-feira (27) no Conselho Mundial da FIA (Federação Internacional de Automobilismo). Dirigente celebrou o fato de o esporte ter se tornado financeiramente mais saudável

A McLaren celebrou as mudanças aprovadas pelo Conselho Mundial da FIA (Federação Internacional de Automobilismo) nesta quarta-feira (27). A escuderia de Woking avaliou que os fãs saíram vitoriosos com uma Fórmula 1 que é mais saudável financeiramente.
 
A F1 anunciou uma série de mudanças em seus regulamentos técnico, esportivo e financeiro. Além de medidas relacionadas ao esvaziamento do paddock por conta da pandemia do novo coronavírus, congelamento de componentes, redução nos testes aerodinâmicos e até do toque de recolher, a F1 também alterou o limite orçamentário, que cai de US$ 145 milhões (cerca de R$ 766 milhões) em 2021, passa para US$ 140 milhões (em torno de R$ 739,6 milhões) em 2022 e chega a US$ 135 milhões (por volta de R$ 713,2 milhões) para o período entre 2023-2025.
McLaren afirmou que decisão garantiu saúde da F1 (Foto: McLaren)
Paddockast #62
QUAL O LUGAR DE VETTEL NA HISTÓRIA DA F1?

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

Diretor-executivo da McLaren, Zak Brown ressaltou que os custos da F1 eram bastante elevados e avaliou que uma divisão de receitas mais igualitária terá um impacto positivo na competitividade.
 
“A Fórmula 1 venceu hoje”, começou Brown. “Este é um momento de crucial importância para o nosso esporte. A Fórmula 1 é financeiramente insustentável há algum tempo e a inação colocaria em risco o futuro da F1 e seus participantes, que devem ser elogiados por resolverem essa questão de maneira coletiva e determinada”, seguiu.
 
“Um limite orçamentário uniforme, aliado a uma distribuição mais uniforme de receita entre as equipes, vai garantir uma competição maior e mais pessoas ansiosas para assistir ao vivo e na TV, gerando mais receitas para garantir a saúde financeira de longo prazo das equipes e do esporte”, ponderou. “No fim, os fãs vencem. E, se os fãs vencem, todo o esporte vence também”, completou.
 
Chefe do time, Andreas Seidl também celebrou a união das equipes que possibilitou o acordo desta quarta. 
 
“São tempos bem complicados para todo mundo. Passamos meses trabalhando duro em condições bem complicadas, mas é bom ver como, sob a liderança da FIA e da F1, todas as equipes se juntaram e decidiram o caminho correto para sairmos da crise e trabalharmos por um futuro sustentável do esporte que vai permitir que todas as equipes estejam em um nível parecido”, disse Seild, em referência a pandemia do novo coronavírus. “Enquanto a McLaren apoia o corte de gastos em geral, estamos satisfeitos em garantir aos times uma liberdade suficiente de trabalho para manter os elementos competitivos que formam a F1 entre 2020 e 2021, antes do novo regulamento que começa a vigorar em 2022”, continuou. 
 
“Estava bem claro para todo mundo que, alguma hora, um teto orçamentário seria aplicado e iria mais para baixo para garantir que o esporte seja sustentável. Temos um grande desafio pela frente. É hora de ajustarmos os métodos de trabalho e adequarmos os times para o novo orçamento durante os próximos meses, vai ser um desafio importante”, apontou. “Infelizmente, perderemos alguns funcionários, mas queremos deixar a equipe o mais eficiente e com o melhor tamanho possível para o futuro. A cooperação e entendimento dos nossos funcionários tem sido ótimos e, com o retorno dos trabalhos, é importante que a gente esclareça vários pontos do regulamento que vai nos permitir voltar a trabalhar nos carros e entender o que muda efetivamente nos regulamentos do futuro. Estamos agora focados em nos prepararmos com Carlos [Sainz] e Lando [Norris] para uma segunda metade de ano intensa e que espero que seja com o máximo de corridas possível”, concluiu. 
 

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube