Membros de equipes em quarentena e show cancelado: coronavírus alerta Melbourne

Caso de infectado em hotel ao lado do circuito, show de Miley Cyrus cancelado e funcionários das equipes Haas e McLaren colocados em quarentena por suspeita de coronavírus. O Covid-19 traz um clima atípico a Melbourne às vésperas do início das atividades de pista em Albert Park

A F1 abre a temporada 2020 apreensiva pela expansão global do novo coronavírus. A doença, que coloca o mundo todo em estado de alerta, traz um clima atípico também a Melbourne, palco do GP da Austrália neste fim de semana. Segundo informa o site norte-americano ‘Motorsport.com’, ao menos três funcionários de equipes das equipes Haas e McLaren foram colocados em quarentena por suspeita de estarem infectados com o Covid-19. O show de Miley Cyrus, que estava confirmado para sexta-feira em Melbourne, foi cancelado nesta quarta-feira (11) também por precaução em razão do coronavírus.
 
Um membro da McLaren e dois outros funcionários da Haas foram avaliados na unidade de isolamento construída no circuito de Albert Park depois de apresentarem febre, um dos sintomas do novo coronavírus. As duas equipes informaram que seus trabalhadores regressaram aos hotéis onde estão hospedados e submetidos a uma condição de isolamento até que se saiba se estão ou não com infectados com o Covid-19.
 
Não se sabe, contudo, quais as consequências para a sequência do fim de semana de GP da Austrália caso algum membro de equipe tenha o diagnóstico confirmado de coronavírus.
A F1 está em Melbourne para abrir a temporada 2020 (Foto: GP da Austrália/Divulgação)
O Hotel Albert Park, localizado ao lado do circuito australiano, traz o registro de um homem de 70 anos, que se hospedou no último sábado e foi diagnosticado com coronavírus. Antes de ir a Melbourne, o passageiro viajou recentemente para Israel, Jordânia e Singapura antes de chegar à Austrália.
 
Também nesta quarta-feira, a organização do GP da Austrália anunciou o cancelamento da tradicional sessão de autógrafos, onde o público costuma ter acesso aos pilotos para interagir e tirar selfies. A promotora do GP informou que estão previstas mudanças sobre os eventos relacionados aos pilotos, que agora têm na programação sessões de perguntas e respostas para manter alguma interação com os fãs.
 
A Renault precisou resguardar seus pilotos, que não vão fazer parte da coletiva de imprensa prevista para a noite em Melbourne, informou Cyril Abiteboul, chefe da equipe.
 
“Obviamente, quando estávamos planejando este evento, esperávamos uma atmosfera um pouco mais leve. Claro, estou me referindo às circunstâncias particulares que estamos enfrentando na Austrália. Geralmente, este é um momento que todos gostamos quando estamos na F1. Queria dizer também que nossos pilotos deveriam estar conosco neste momento. Mas, em razão da situação, pedimos desculpas. Espero que entendam por que estamos tomando tais medidas”, encerrou.
 
Outra ocorrência que reflete o cenário incomum neste momento em Melbourne foi a entrevista coletiva concedida por Alexander Albon e Max Verstappen, da Red Bull. Por recomendação da equipe e das autoridades locais, os pilotos ficaram longe dos repórteres e responderam às perguntas por meio de um microfone.
 
Já o show de Miley Cyrus, que estava marcado para ser realizado no Estádio Lakeside, em Melbourne, foi cancelado nas últimas horas.
 
“Devido às recomendações das autoridades governamentais locais, estatais, federais e internacionais e do Centro de Controle de Doenças, para reduzir possíveis riscos de saúde em resposta à crise global atual, não vamos viajar para a Austrália para o show”, explicou a cantora, que promoveria o show em caráter beneficente para reverter o dinheiro arrecadado às vítimas dos incêndios que devastaram o país nos últimos meses.
Vista aérea do Albert Park, casa da F1 na Austrália (Foto: Red Bull/Divulgação)
“Fico muito decepcionada por não estar lá, mas tenho de fazer o que é correto para proteger a saúde e segurança da minha banda e dos meus funcionários. Contudo, vou seguir fazendo doações para ajudar as vítimas dos incêndios na Austrália. Sinto muito por perder esta data na Austrália, mas voltarei em breve”, explicou.
 
Apesar de toda a preocupação que reina ao redor do mundo e também em Melbourne, há quem minimize a epidemia global de coronavírus na F1. Em entrevista à revista ‘Speed Week’, Helmut Marko, consultor da Red Bull, vê o clima de alerta a respeito do Covid-19 como exagero.
 
“Acho que todo esse papo virou loucura. É como uma gripe: a maioria das pessoas morrem por doenças que já existiam antes. Veja quanta gente doente de gripe há a cada ano. O problema é a quarentena. O coronavírus não é mais perigoso do que a gripe. Temos de combater o alarmismo dos políticos, não apoiá-lo. Temos de pensar positivamente e considerar que o GP vai seguir adiante e com normalidade”, disse o dirigente austríaco, que citou os dois primeiros eventos do campeonato.
 
“A situação na Austrália parece bem normal. O Bahrein nunca teve muitos espectadores, mas este evento também não é um problema. Esse vírus, que de maneira alguma tem o perigo para o qual o retratemos de maneira histérica, pode destruir a vida pública”, acrescentou o consultor da Red Bull.
 
De acordo com o último levantamento global feito em tempo real, o Covid-19 já registrou um total de 119.132 pessoas infectadas, 4.284 mortos e 65.776 pacientes curados da doença. A Austrália tem um total de 107 casos confirmados, três mortes e 21 pacientes curados.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todo o fim de semana do GP da Austrália de F1. Siga tudo aqui.

Paddockast #51
QUEM VENCEU DRIVE TO SURVIVE 2

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube