Mercedes assume erros e admite: “Não estamos em patamar de lutar por títulos agora”

Atrás da Red Bull na luta pelo título de 2021, a Mercedes reconhece que precisa voltar a ser eficiente e menos errática nas corridas para voltar a comandar a Fórmula 1

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois do duplo revés sofrido nos GPs de Mônaco e, principalmente, do Azerbaijão, a Mercedes, atual vice-líder do Mundial de Construtores, admite que ainda não está no patamar para brigar pela campeonato, situação inimaginável tempos atrás. Atrás da Red Bull e longe de uma luta realística pela vitória nas duas últimas provas do campeonato, a escuderia heptacampeã mundial finalmente ligou o sinal de alerta.

Segundo Andrew Shovlin, diretor de engenharia de pista da Mercedes, o entendimento no momento é que a equipe não está ao nível da Red Bull. Errática em pit-stops nas últimas provas, tendo como maior exemplo disso a troca de 43 horas que tirou de Valtteri Bottas a chance de marcar um pódio em Mônaco, a equipe anglo-alemã leva um ‘vareio’ da rival no quesito. Mas não é só isso: Shovlin admitiu que falta velocidade e performance.

“Nas últimas duas corridas não fomos bons o suficiente, rápidos o suficiente. Cometemos erros, tivemos dificuldades na troca de pneus e perdemos a mão durante os treinos livres”, disse.

Andrew Shovlin aponta que erros seguidos, como no pit-stop de Valtteri Bottas em Mônaco, tiraram a Mercedes do patamar para lutar pelo título (Foto: Mercedes)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Sabemos qual é o patamar necessário para vencer o Mundial e não estamos nele no momento, então precisamos encaixar tudo para voltarmos a atuar da maneira que sabemos que temos condições de atuar”, disse.

Como alento, Shovlin destacou que a Mercedes tem não somente a estrutura perfeita, mas também um grande carro e dois pilotos, Lewis Hamilton e Bottas, como elementos capazes de ajudar o time a dar a volta por cima. “Temos a equipe, o carro e os pilotos para vencer, mas precisamos ser duros e honestos com nós mesmos ao longo dos próximos dias”, concluiu.

No Mundial de Construtores, a vice-líder Mercedes está 26 pontos atrás dos taurinos, que lideram com 174 tentos. Já no Mundial de Pilotos, Hamilton segue com 101 pontos, 4 atrás de Max Verstappen.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar