Mercedes dá espiadinha e avalia sidepod da Red Bull como “diferente e interessante”

Diretor técnico da Mercedes, Mike Elliott, afirmou que visual da entrada de fluxo de ar do RB18 é interessante e espera por mais mudanças no Bahrein

O QUE A PRÉ-TEMPORADA DA F1 EM BARCELONA ENSINOU | Paddock GP #276

Com a revolucionária mudança no regulamento da Fórmula 1, todo trabalho dentro e fora das pistas é essencial para o desenvolvimento dos novos carros. A palavra de ordem no momento é aprendizado, mas as equipes também ficam de olho sobre o que as adversárias estão criando. Atenta à principal rival, a Mercedes destacou o visual do sidepod do RB18, da Red Bull, e avaliou como diferente.

A primeira sessão de testes de pré-temporada em Barcelona foi um verdadeiro laboratório para as equipes testarem os novos componentes. Mas, além disso, a preparação também serviu para que as equipes pudessem tirar algumas conclusões sobre as novidades apresentadas pelos adversários.

Apesar de afirmar que ficou preocupado apenas com o desenvolvimento do W13, o novo carro da Mercedes para a temporada 2022, o diretor técnico da equipe, Mike Elliott, deu uma espiadinha no sidepod da Red Bull. “Para ser perfeitamente honesto, não passei muito tempo olhando para os outros carros”, começou o aerodinamicista, em entrevista ao site oficial da Fórmula 1. “A coisa mais diferente visualmente é o sidepod que a Red Bull criou. Parece interessante, vamos embora e pensar sobre isso”, disse.

Sergio Pérez durante os testes de pré-temporada em Barcelona (Foto: AFP)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

O novo regulamento da F1 tem determinações que deixam os carros com conceitos semelhantes. Porém, há brechas para uma série de interpretações sobre o design, e o sidepod é uma das estruturas que apareceu em formatos diferentes entre os bólidos. “Acho que existem conceitos diferentes. Em termos do que está acontecendo com esses regulamentos, mudamos completamente a maneira de gerenciar a esteira da roda”, comentou o dirigente.

O sidepod do W13 tem um formato mais estreito que gera um controle maior dos fluxos do pneus e diminui o ar sujo ou turbulento para os carros que estão na perseguição, o que facilita a busca pela ultrapassagem. “Nós optamos por uma solução mais estreita e embalamos o carro para poder fazer isso”, revelou.

“E equipes diferentes adotaram abordagens diferentes para isso. Algumas delas optaram por essa carroceria grande e larga, tentando controlar a esteira do pneu dessa maneira”, acrescentou.

Leia também

+Red Bull renova contrato e amarra Verstappen até temporada 2028 da Fórmula 1
+Ferrari promete manter configurações da F1-75 no Bahrein: “Há muito a ser explorado”

Com a equipe técnica disposta a resolver alguns problemas apresentados durante as 393 voltas completadas por Lewis Hamilton e George Russell, somados, em Barcelona, a Mercedes vai apresentar atualizações na segunda sessão de testes no Bahrein e aguarda também modificações nos carros das demais equipes até a primeira etapa da temporada.

“A realidade é que os carros vão evoluir muito entre agora e a primeira corrida, e veremos diferentes soluções surgirem. Em termos de detalhes do que a aerodinâmica está fazendo, provavelmente tudo tem a ver com o controle da esteira do pneu dianteiro”, concluiu.

A última fase de preparação para a temporada 2022 acontece entre os dias 10 e 12 de março. A primeira etapa oficial do ano vai ocorrer no dia 20 de março, com o GP do Bahrein.

COMO MERCEDES E RED BULL JÁ SE ENFRENTAM NA FÓRMULA 1 2022
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar