Mercedes diz que Hamilton “nunca mostrou preferência” por companheiro de equipe

O futuro de Valtteri Bottas na Mercedes pode estar comprometido e recebeu recentemente o apoio de Lewis Hamilton. Mas, segundo Toto Wolff, o heptacampeão nunca "mostrou preferências" sobre quem ele gostaria que fosse seu novo companheiro de equipe

Valtteri Bottas está desde 2017 e pode estar com números contados. O futuro do finlandês na Mercedes é muito especulado – o GRANDE PRÊMIO, inclusive, soube recentemente que a Alfa Romeo poderia ser uma opção para dar seguimento a sua carreira. Mas, indo na contramão das especulações, Lewis Hamilton demonstrou apoio a Bottas, ao dizer que “não vê a necessidade de mudança”.

Ainda assim, Toto Wolff, chefe da equipe alemã, reiterou após os treinos livres desta sexta-feira (25) que o heptacampeão nunca indicou uma preferência por quem deveria ser seu companheiro de equipe.

“Nunca discutimos as preferências sobre as posições”, disse Wolff à Sky Sports. “Isso não é algo que faz parte do seu pensamento”, seguiu.

“Lewis faz parte da equipe e sempre esteve no círculo interno de tomada de decisão porque simplesmente valorizamos sua opinião”, explicou ele. “E da mesma forma, quando falamos de pilotos, não há nada que não compartilhemos com ele. É transparente. Assim como o é com Valtteri e George”, comentou

FÓRMULA 1; F1; LEWIS HAMILTON; VALTTERI BOTTAS; GP DA TURQUIA;
Valtteri Bottas e Lewis Hamilton são companheiros de equipe desde 2017 (Foto: LAT Images/Mercedes)

O inglês George Russell, da Williams, é um dos nomes apontados como um substituto potencial para Bottas. O chefe reiterou que nacionalidade não é importante na hora da escolha. Uma dupla entre Hamilton e Russell seria de pilotos britânicos.

“A nacionalidade nunca desempenhou um papel importante”, declarou Wolff. “Somos uma empresa internacional e global e queremos escolher os melhores pilotos.”

Wolff ainda falou que qualquer discussão sobre quem irá pilotar ao lado de Hamilton na equipe será realizada abertamente, mas principalmente com o piloto que preencherá essa função.

“Precisamos avaliar a situação para o futuro. Valtteri teve alguns fins de semana realmente bons, mas também teve alguns fins de semana ruins e só precisamos minimizá-los”, revelou.

“Então tomaremos uma decisão e qualquer decisão que tomarmos, Valtteri ou George, a pessoa que estará envolvida nisso, ouvirá primeiro”, concluiu.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado no Red Bull Ring. O treino livre 3 está marcado para 7h (de Brasília, GMT-3), enquanto a classificação acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar