Mercedes já prepara renovação de longo prazo com Hamilton, mas sem pressa: “É o desejo de todas as partes”

Toto Wolff acredita que Lewis Hamilton assinará sua renovação de contrato - o atual acaba em 2018 - logo. As negociações se estendem há meses mas, quando se trata do campeão mundial, não há motivo para não aguentar a espera

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton e a Mercedes já conversavam sobre renovar o contrato do campeão do mundo, que acaba ao final da temporada 2018 da F1, desde antes da confirmação da conquista do tetra. Em seguida, o piloto avisou que "era uma boa hora" para que as conversas esquentassem. Toto Wolff, chefe da equipe, falou ao final de novembro que a parceria "ainda duraria alguns anos". Mas, chegando o final do ano, nenhum contrato foi assinado.

Agora, em entrevista à 'BBC', Wolff segue com discurso ponderado, porém otimista. Ele não vê motivos para que essa demora seja lamentada. A confiança no acordo segue total.

"Estamos em negociações por um contrato a longo prazo e temos esperança de que Lewis fique conosco por muitos anos mais", afirmou. "É o desejo de todas as partes."

Lewis Hamilton (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Para Wolff, não se deve ter pressa nesse momento: Obviamente queremos mantê-lo, mas ao mesmo tempo é preciso ter tranquilidade de entender que ele pode fazer o que quiser no futuro", completou o dirigente.

O último boato sobre como estavam as negociações vem do 'Daily Express', jornal inglês, que afirmou que o contrato deve ser assinado até 2021 e que Hamilton receberia R$ 450 milhões por estes três anos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube