F1

Mercedes promove reestruturação técnica e anuncia troca de diretores de engenharia e performance

Aldo Costa e Mark Ellis, respectivamente diretor de engenharia e de performance, deixam cargos na Mercedes. Para seus lugares, entram John Owen e Loic Serra. A equipe destaca que a troca faz parte de um processo de renovação interna
Warm Up / Redação GP, de Porto Alegre
 Valtteri Bottas (Foto: Mercedes)

Com um projeto de longo prazo em mente, a Mercedes anunciou nesta quinta-feira (12) mudanças em dois cargos técnicos de chefia. O diretor de engenharia, Aldo Costa, e o de performance, Mark Ellis, deixam a escuderia prateada ao longo dos próximos meses. Os substitutos já foram selecionados: John Owen e Loic Serra, que já trabalhavam em Brackley, assumem respectivamente as posições de Costa e Ellis.
 
A Mercedes destaca que as mudanças são os primeiros passos em um projeto de renovação da equipe, e não consequência de alguma insatisfação interna. De acordo com Toto Wolff, chefe de equipe, o plano de sucessão era arquitetado desde 2017.
 
“Esse é um momento importante para nossa equipe, além de ser uma grande oportunidade”, disse Wolff. “Já falamos diversas vezes que você não pode congelar uma organização de sucesso. É uma estrutura dinâmica e fico orgulhoso por passar o bastão de forma tranquila para a próxima geração de líderes que existe na equipe. Já discutíamos isso por vários meses, com Aldo [Costa] e Mark [Ellis], sobre a melhor forma de fazer essa transição e empoderar os sucessores”, indicou.
Aldo Costa deixa o posto de diretor de engenharia na Mercedes (Foto: Mercedes)

No começo de 2019, Costa começa a cumprir a função de conselheiro técnico – cargo que se enquadra com o desejo de passar mais tempo com a família na Itália. Ellis, por sua vez, optou por um período sabático em 2019. 
 
“Vimos essa equipe evoluir e alcançar sucesso, e o próximo desafio é criar um grupo ainda mais forte para encarar a próxima década”, apontou Costa, famoso pelos anos de trabalho na Ferrari. “Ao longo do último ano eu trabalhei com Toto [Wolff] e James [Allison] para desenvolver um plano de sucessão de longo prazo para que a próxima geração encare o trabalho da melhor forma possível. Fico feliz por deixar o bastão em boas mãos, com James e John [Owen] e por continuar a apoiar essa nova estrutura como consultor técnico”, seguiu.