Mercedes protege Russell e diz: “Todos precisam bater sob safety-car para aprender”

Toto Wolff, chefão do time, aliviou para o lado do competidor de 22 anos e destacou que erros são comuns durante o processo de aprendizado

Mais um importante nome saiu em defesa de George Russell após o GP da Emília-Romanha. Toto Wolff, chefe da Mercedes, afirmou que grandes pilotos da Fórmula 1 já cometeram erros quando estiveram sob pressão, dizendo que tudo faz parte do processo de aprendizado.

Durante a corrida do último final de semana, o piloto da Williams sofreu um acidente quando seguia o safety-car durante a bandeira amarela. Sozinho, perdeu o controle do carro, bateu no muro e abandonou a disputa justamente quando estava em décimo, próximo de conquistar o primeiro ponto na categoria.

Após o ocorrido, o inglês lamentou a situação, dizendo ter sido um lance inaceitável. Entretanto, o chefão da Mercedes minimizou o fato e aliviou para o lado de Russell. “Isso é parte do processo de desenvolvimento”, apontou.

A Mercedes saiu em defesa de Russell e minimizou o erro do piloto (Foto: Reprodução/TV)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“O que torna Lewis [Hamilton] e Valtteri [Bottas] tão especiais, e antes Nico [Rosberg], é a experiência ganha. Acho que todos precisam colocar o carro no muro atrás do safety-car. Já vimos os mais experientes cometendo erros sob pressão”, continuou.

“O que George fez hoje já aconteceu com os melhores. É horrível para ele agora, mas quando digerir vai ser como uma cicatriz e vai ser um piloto melhor no futuro”, concluiu o dirigente austríaco.

Wolff não foi o único que mandou uma mensagem de apoio a Russell. Hamilton afirmou que também já cometeu diversos erros e aconselhou a “levantar a cabeça e seguir em frente”. Romain Grosjean também mostrou solidariedade ao dizer que “o que você faz é gigante”.

Campeão da Fórmula 2 em 2018, George está em sua segunda temporada na Fórmula 1. Em 34 largadas, falhou em pontuar em todas, empatando com Brett Lunger como o quarto piloto da história que mais correu e não somou pontos.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube