Mercedes quer Hamilton, mas lembra pupilos e avalia: “Não vamos ficar sem talento”

O diretor-executivo da Mercedes, Toto Wolff, lembrou os jovens pilotos com os quais a fábrica conta para o futuro, mesmo depois que Lewis Hamilton e Valtteri Bottas não estarem mais disponíveis nos quadros prateados

A temporada 2020 começa na semana que vem, e a campeã Mercedes segue, pelo quarto ano seguido, com Lewis Hamilton e Valtteri Bottas como a dupla de pilotos. O contrato de ambos, porém, termina no fim do ano. Mesmo assim, não há qualquer preocupação quanto à seleção de pilotos para o futuro na Fórmula 1
 
De acordo com o diretor-executivo da Mercedes, Toto Wolff, a carta de jovens pilotos ainda sob controle da montadora alemã conta com nomes como George Russell e Esteban Ocon, respectivamente com a Williams e a Renault. Ainda citou Max Verstappen e Charles Leclerc como provas do sucesso de jovens pilotos tutelados pelas academias.
 
"Temos pilotos jovens excelentes como parte da família Mercedes, como George Russell, que é um piloto junior da Mercedes para quem eu prevejo um futuro brilhante. Depois, temos Esteban, que não está muito longe, está com a Renault hoje. Hoje ele é um primo da família Mercedes", falou à revista inglesa 'Autosport'.
 
"Olhando para Max e Charles, esses caras sempre vão ter sucesso nos carros mais rápidos, e contratos são contratos. Provavelmente algumas vezes os detalhes são importantes que aquelas coisas maiores, como o tempo do contrato. Assim, vejo como nosso trabalho entregar um carro que seja o mais rápido. Não vamos ficar sem talento disponível e com desejo de guiar esses carros", falou.
Toto Wolff (Foto: Mercedes)
Com relação a Hamilton, Wolff afirmou que a última conversa entre os dois aconteceu ainda em dezembro do ano passado, mas voltou a indicar confiança na renovação. 
 
"É o par óbvio indo em frente. Queremos o cara mais rápido no carro e Lewis quer estar no carro mais rápido. Mas nós viajamos pelo mundo por praticamente 10 meses por ano, ficamos nervosos a cada segundo e o que fazemos no inverno é o que nos deixa em paz. A última conversa que tive com ele foi na noite anterior à festa de Natal", contou.
 
"Tivemos uma boa conversa e iríamos continuar uma vez que ele voltasse dos Estados Unidos para começar a temporada de verdade. Acredito muito nas habilidades do time de atrair os melhores pilotos. No momento, Lewis provou ser o melhor. De médio a longo prazo, espero continuar a servir os melhores pilotos com tecnologia e atraí-los", encerrou. 
 
A F1 começa no fim de semana dos dias 13-15 de março.
 

 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube