F1

Mercedes sobra e coloca quase 1s na Ferrari em Barcelona. Rosberg lidera 1-2 no primeiro treino livre do GP da Espanha

Nem mesmo o hiato de três semanas foi suficiente para fazer a Ferrari se aproximar da Mercedes. Ao menos neste primeiro treino livre do fim de semana, o domínio da equipe alemã foi gigante, com quase 1s de frente para Sebastian Vettel. Dobradinha prateada, com Nico Rosberg à frete de Lewis Hamilton por 0s070 nesta manhã em Barcelona

Warm Up / FERNANDO SILVA, de Sumaré
EM BARCELONA, ALONSO GUIA CARRO DO PRIMEIRO TÍTULO DE SENNA NA F1

Entra corrida e sai corrida, a história é quase sempre a mesma: Mercedes sobrando na frente. Nem mesmo o intervalo de três semanas foi suficiente para que a Ferrari pudesse emparelhar com a equipe de Brackley e tornar a disputa na F1 mais emocionante. Ao menos neste início de atividades de pista do GP da Espanha, quinta etapa da temporada 2015 do Mundial, os indicativos são de um novo domínio prateado no campeonato. Nesta sexta-feira (8), a Mercedes colocou seus dois pilotos na ponta do primeiro treino livre em Barcelona, garantindo uma vantagem de quase 0s978 para a Ferrari de Sebastian Vettel, que terminou em terceiro. No duelo interno da escuderia campeã mundial, melhor para Nico Rosberg, que anotou 1min26s828 e ficou 0s070 à frente de Lewis Hamilton.

Barcelona é uma pista muito técnica e talvez a mais conhecida por pilotos e equipes devido à frequência que é usada para testes de pré-temporada, servindo assim como um termômetro para a sequência da temporada. Seguindo na linha prevista por Felipe Massa, não houve, de fato, uma mudança brusca na hierarquia dos times de ponta, com a Ferrari se mostrando como a segunda força do grid. Vettel garantiu o terceiro lugar, enquanto Kimi Räikkönen finalizou em quarto posto em Barcelona. Destaque para o ótimo desempenho do estreante Carlos Sainz Jr. Correndo em casa pela primeira vez de F1, o jovem de 20 anos posicionou a Toro Rosso em quinto lugar, seguido pelo seu companheiro de equipe, Max Verstappen.
Nico Rosberg, que começou bem o fim de semana do GP da Espanha, tenta a recuperação na temporada (Foto: AP)
Daniil Kvyat ficou a enormes 1s957 da marca de Rosberg, mas fez o suficiente para colocar a Red Bull em sétimo. O russo não enfrentou os problemas de Daniel Ricciardo, que só marcou volta rápida no fim do treino por conta de problemas no acelerador e também no motor Renault, perdendo quase 90 minutos nos boxes do time taurino em Barcelona. Felipe Massa terminou a manhã com o oitavo melhor tempo, logo à frente de Ricciardo, que ainda fez um bom nono tempo, e do compatriota e xará Felipe Nasr, décimo com a Sauber. 

A McLaren fez furor apenas pela sua nova pintura, mas os resultados de pista permanecem discretos, bem discretos. Diante da sua torcida, o bicampeão Fernando Alonso ficou apenas em 15º, 2s985 atrás de Rosberg. Jenson Button veio logo na sequência e finalizou em 16º. A McLaren ficou somente à frente dos carros de Sergio Pérez, Pastor Maldonado, Will Stevens e Roberto Merhi. Não foi um bom começo de fim de semana para a lendária equipe britânica em Montmeló, definitivamente.

Confira como foi o primeiro treino livre do GP da Espanha de F1:

A primeira sessão de treinos da quinta etapa do Mundial de F1 em 2015 começou com algumas novidades no rol de pilotos. Três reservas assumiram os carros dos titulares no início das atividades de pista no circuito catalão: Jolyon Palmer na Lotus em substituição a Romain Grosjean, Susie Wolff, que guiou a Williams-Mercedes FW37 no lugar de Valtteri Bottas, e Raffaele Marciello, que assumiu a Sauber-Ferrari C34 de Marcus Ericsson. Os suplentes e os outros titulares foram à pista diante dos olhos da torcida espanhola para a abertura do fim de semana na execução das primeiras voltas de instalação e verificação dos respectivos carros antes do retorno aos boxes.
Fernando Alonso se prepara para dar as primeiras voltas com o MP4-30 em Barcelona (Foto: Reprodução/Twitter)
A Mercedes foi a primeira a colocar seus carros na pista para a execução de um primeiro stint de voltas rápidas. Os tempos ainda foram muito acima de uma marca verdadeiramente competitiva. Apenas para avaliar as condições dos W06 Hybrid, Rosberg anotou 1min31s039, enquanto Hamilton cravou 1min31s205. Mas ainda restavam 80 minutos para o fim da sessão em Barcelona. Na sequência, todos os outros pilotos, gradualmente, foram à pista para o início de fato do treino no circuito catalão.

Há pouco mais de 40 anos, Lella Lombardi tornou-se a única mulher a pontuar na F1, exatamente no GP da Espanha, na trágica corrida realizada em Montjuïc, em 1975. Sem condições de um dia ascender ao posto de titular da Williams, Susie Wolff completava uma sequência de voltas rápidas buscando o melhor acerto para o carro de Bottas, que acompanhava tudo dos boxes do time de Grove.

A sessão começou a ficar mais intensas com a presença de boa parte do grid na pista. E, por consequência, os tempos caíram com muita facilidade ao passo em que as condições do asfalto iam melhorando. Na hierarqua de forças, a Mercedes seguia liderando a sessão, com Rosberg à frente com 1min28s384 como melhor tempo. Mas aí apareceu Vettel para mostrar toda a força da Ferrari. O alemão registrou 1min28s141 e assumiu a ponta com 22 minutos de treino.

Ainda sobre a Ferrari, o carismático chefe de equipe Maurizio Arrivabene foi focado pelas câmeras de transmissão da F1 vestindo uma tarja vermelha com o #27 em memória ao lendário Gilles Villeneuve, que morria há exatos 33 anos após trágico acidente na Bélgica.
Arrivabene usa tarja em memória de Gilles Villeneuve, morto há 33 anos (Foto: Reprodução/Twitter)
De volta ao treino, a Mercedes voltou a ocupar a ponta do treino com Hamilton, que cravou 1min27s509, desbancando Vettel da liderança em Barcelona. Mas em seguida, Rosberg acelerou forte e bateu a marca do seu companheiro de equipe e rival em 0s176 para se colocar na frente da tabela de tempos, mostrando apetite neste começo de fim de semana.

Passada a primeira meia hora de sessão, Rosberg era o líder, seguido por Hamilton, Vettel, Räikkönen, Carlos Sainz Jr., Max Verstappen, Felipe Nasr, Felipe Massa, Daniil Kvyat e Marciello fechando o top-10. As McLaren, alvo de muita atenção não somente pela nova pintura, mas também pela expectativa na melhora do desempenho do MP4-30 de Fernando Alonso e Jenson Button, ainda estava discreta, com o britânico em 13º, duas posições à frente do piloto da casa.

Depois deste primeiro terço de treino, as equipes procuraram analisar trabalhar de forma intensa nos carros — além de devolver o primeiro jogo de pneus duros à Pirelli —, e o som do silêncio se fez presente em Montmeló. E tal som era ensurdecedor para Daniel Ricciardo, uma vez que o australiano sequer havia conseguido marcar tempo, já que seu Red Bull RB11 estava parado nos boxes com problemas no acelerador e, incrivelmente, também no motor Renault, o quarto que está sendo usado pelo piloto, alcançando o limite apenas na quinta prova do campeonato.

O silêncio só foi mesmo quebrado quando restavam 40 minutos para o fim do treino, quando Alonso acelerou a 'nova' McLaren em Barcelona. Nesta sua primeira volta rápida, o bicampeão melhorou bem sua marca e subiu para o sétimo lugar, logo atrás de Nico Hülkenberg, de volta à F1 depois de estrear no WEC pela Porsche nas 6 Horas de Spa-Francorchamps. O alemão marcou um bom sexto tempo com uma Force India que ainda sofre para encontrar seu melhor ritmo na temporada.

Nico melhorou ainda mais seu tempo e subiu para quinto, e os dois carros da Toro Rosso ultrapassaram Alonso. Sainz Jr., emocionado e muito feliz por correr pela primeira vez de F1 diante do público espanhol, ocupava o sexto lugar, seguido por Verstappen, mas na sequência colocou seu #55 num ótimo quarto lugar, atrás apenas de Vettel, Hamilton e Rosberg. O treino, que tinha Nasr em nono e Massa em décimo, voltava a ficar movimentado e interessante em Barcelona. 

A Ferrari de Vettel não conseguiu se aproximar dos tempos da Mercedes. Hamilton, diferente do alemão, evoluiu bem e fez o suficiente para destronar Rosberg do primeiro posto ao anotar 1min26s898, sendo o primeiro do grid a andar abaixo de 1min27s, superando o alemão em pouco mais de 0s145 para reassumir a primeira posição, abrindo um abismo de quase 1s de vantagem para a Ferrari de Vettel. 

Rosberg não tardou em dar o troco em Hamilton. No limite e precisando de uma reação urgente para ainda seguir com chances de título, o alemão marcou 1min26s828, 0s070 mais rápido que o bicampeão do mundo, para alçar à primeira posição do treino na pista em Montmeló.

Com a sessão perto do fim, os pilotos usaram os últimos 20 minutos para o trabalho de simulação de corrida em Barcelona. Todos, ainda com os pneus duros, completaram voltas com os tempos bem mais altos, indicando condições distintas do que foi praticado durante toda a sessão. No fim da sessão, em sua última volta, Alonso cometeu um erro e rodou, mas nada que mudasse a ordem das coisas na bela região da Catalunha. Assim, o resultado colocou a Mercedes muito à frente, sacramentando mais uma dobradinha prateada na temporada, desta vez com Rosberg à frente de Hamilton. Se o alemão vai se impor e finalmente reagir na temporada, é só a sequência do fim de semana é que vai responder.

F1, temporada 2015, GP da Espanha, treino livre 1:

1 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:26.828   28
2 44 LEWIS HAMILTON ING MERCEDES 1:26.898 +0.070 27
3 5 SEBASTIAN VETTEL ALE FERRARI 1:27.806 +0.978 21
4 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:27.832 +1.004 16
5 55 CARLOS SAINZ JR ESP TORO ROSSO RENAULT 1:28.132 +1.304 27
6 33 MAX VERSTAPPEN HOL TORO ROSSO RENAULT 1:28.529 +1.701 23
7 26 DANIIL KVYAT RUS RED BULL RENAULT 1:28.785 +1.957 7
8 19 FELIPE MASSA BRA WILLIAMS MERCEDES 1:28.831 +2.003 21
9 3 DANIEL RICCIARDO AUS RED BULL RENAULT 1:29.075 +2.247 9
10 12 FELIPE NASR BRA SAUBER FERRARI 1:29.140 +2.312 14
11 27 NICO HÜLKENBERG ALE FORCE INDIA MERCEDES 1:29.409 +2.581 20
12 9 RAFFAELE MARCIELLO ITA SAUBER FERRARI 1:29.630 +2.802 15
13 8 JOLYON PALMER ING LOTUS MERCEDES 1:29.676 +2.848 21
14 77 SUSIE WOLFF ESC WILLIAMS MERCEDES 1:29.708 +2.880 22
15 14 FERNANDO ALONSO ESP McLAREN HONDA 1:29.813 +2.985 22
16 22 JENSON BUTTON ING McLAREN HONDA 1:29.817 +2.989 22
17 11 SERGIO PÉREZ MEX FORCE INDIA MERCEDES 1:30.096 +3.268 19
18 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS MERCEDES 1:30.110 +3.282 7
19 28 WILL STEVENS ING MANOR MARUSSIA FERRARI 1:32.417 +5.589 22
20 98 ROBERTO MERHI ESP MANOR MARUSSIA FERRARI 1:32.647 +5.819 20
    TEMPO 107% TL1   1:32.906 +6.078  
               
RECORDE RUBENS BARRICHELLO BRA BRAWN MERCEDES 1:19.954 09/05/2009  
MELHOR VOLTA KIMI RÄIKKONEN FIN FERRARI 1:21.670 27/04/2008  
               
    Condições do tempo   SOL ar: 22-24ºC | pista: 28-33ºC