F1

Mercedes troca caixa de câmbio e faz Hamilton perder chance de pole com punição na Áustria

Leiws Hamilton vinha como grande favorito para cravar a pole, mas a Mercedes trocou a caixa de câmbio do #44 e, assim, o inglês vai perder cinco posições no grid de largada na Áustria

Warm Up / Redação GP, de São Paulo

O domínio de Lewis Hamilton nesta sexta-feira (7) acabou sendo praticamente em vão. Grande favorito para a pole, o tricampeão vai precisar trocar a caixa de câmbio para a classificação e, assim, perde cinco posições no grid de largada do GP da Áustria.
 
A punição acontece porque Hamilton ainda não havia atingido a marca de seis corridas com o mesmo câmbio. De acordo com a FIA, a Mercedes já sabia do problema desde terça-feira.
Lewis Hamilton perde cinco posições no grid austríaco (Foto: AFP)

"O piloto terminou a corrida em Baku com uma caixa de câmbio e a troca aconteceu antes do prazo de seis corridas completadas com o item. A Mercedes informou o time de vistoria técnica sobre a troca na terça-feira, 4 de julho, às 11h29", escreveu Jo Bauer em um comunicado da FIA.

Hamilton dominou a sexta-feira de treinos livres, cravando a melhor marca nas duas sessões e, de quebra, estabelecendo o recorde da pista em ambas.
A punição recebida por Lewis Hamilton (Foto: Reprodução)
Às 15h27 (de Brasília), a Mercedes confirmou nas redes sociais a penalização do piloto #44 que, desta forma, não larga melhor que uma sexta posição no Red Bull Ring.

Supremo, Hamilton lidera dia de treinos livres
 
Minutos depois da ‘briga de trânsito’ no explosivo GP do Azerbaijão, Lewis Hamilton bradou contra a postura de Sebastian Vettel e, em tom de vendetta, disse que tudo o que deseja é bater o rival nas 12 corridas que restam até o fim da temporada.

Ultramotivado e com ‘sangue nos olhos’, o tricampeão começou mesmo com tudo o fim de semana do GP da Áustria e cumprindo seu discurso à risca: mostrou que tem carro e ritmo de sobra para derrotar Vettel no Red Bull Ring. Lewis quebrou o recorde da pista — que já era dele próprio — pela manhã e também no treino da tarde sem fazer tanta força, indicando que há muito mais por vir na sequência do fim de semana. 

Um ponto importante a salientar no rescaldo desta sexta-feira é o quanto Hamilton melhorou com os ultramacios. Os pneus roxos foram o grande calcanhar de Aquiles do britânico, que sofreu em corridas na Rússia e em Mônaco, mas a grande performance em Spielberg indica que os problemas ficaram no passado.

Fruto de horas de intenso trabalho para descobrir os problemas que refletem hoje na diferença de 14 pontos de Vettel para Lewis na classificação do Mundial de Pilotos. Hamilton e Valtteri Bottas conseguiram andar bem tanto em ritmo de classificação como em simulação de corrida com os ultramacios. Uma preocupação a mais para a Ferrari. 
POSTURA DA GLOBO NA CORRIDA DO MILHÃO DA STOCK CAR MOSTRA DESPREZO PELO AUTOMOBILISMO