Mercedes troca motor e faz Bottas largar no fim do grid no GP de Abu Dhabi

Após abandonar o GP do Brasil com uma quebra de motor, Valtteri Bottas vai receber uma nova unidade de potência da Mercedes, o que significa dizer que vai ter de largar do fim do grid em Abu Dhabi

A quebra do motor em Interlagos custou bem caro para Valtteri Bottas. Além do natural abandono no GP do Brasil que gerou uma reviravolta na corrida, o finlandês ainda precisou de uma unidade de potência nova para Abu Dhabi, ou seja, vai receber uma punição e partir do fim do grid de largada neste fim de semana.
 
Na corrida em Interlagos, o abandono foi gerado por um problema no motor que teve origem em um excessivo consumo de combustível. A Mercedes bem que tentou recuperar a peça, levou para análise profunda na fábrica, mas viu que não havia salvação.
Valtteri Bottas parte do fundo do grid em Abu Dhabi (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Ainda, o time procurou nos demais motores usados por Bottas em 2019 se algum deles ainda possuía quilometragem suficiente para o final de semana, mas verificou que seria impossível cumprir os três dias com uma peça antiga, assim, a Mercedes optou pela unidade de potência extra e, consequentemente, a punição em Abu Dhabi, que não muda muito para o piloto que já sabe que fechará o ano como vice.
 
A equipe confirmou, em suas redes sociais, que a punição será de fim de grid, algo que não é novo na F1 atual. No Brasil, por exemplo, foi a Ferrari com Charles Leclerc que perdeu dez posições pela troca após problemas em Austin.
 

Paddockast # 43
QUAL FOI O MELHOR GP DO BRASIL QUE VOCÊ ASSISTIU?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar