Mercedes vê “competição muito forte” e admite que prova de 2019 pode ser adeus de Hockenheim à F1

Chefe da Mercedes, Toto Wolff admitiu que o GP da Alemanha deste ano pode marcar a despedida de Hockenheim da F1. Dirigente avaliou que os promotores da corrida não têm o dinheiro necessário para lutar pela manutenção da prova

2019 pode marcar o adeus de Hockenheim ao calendário da Fórmula 1. Chefe da Mercedes, Toto Wolff admitiu que o GP da Alemanha pode deixar o Mundial, já que os promotores da prova não têm os recursos necessários para entrar na briga com o que chamou de uma competição “muito forte”.
 
Ao menos por enquanto, o Liberty Media não planeja aumentar o calendário para além das 21 provas atuais, mas já anunciou a introdução do Vietnã e da Holanda. Assim, duas provas devem deixar o calendário.
Hockenheim pode se despedir da F1 em 2019 (Foto: Wolfgang Wilhelm/Mercedes)
Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte

Wolff admitiu que o futuro do GP da Alemanha em Hockenheim parece “muito sombrio”. 
 
“2019 provavelmente será o ultimo ano. A competição é muito forte e os promotores não têm os meios necessários para lutar para mantê-lo”, reconheceu Wolff. 
 
Ainda assim, Wolff considera que é positivo que o Liberty Media não esteja planejando aumentar o número de corridas por ano, apesar dos rumores de uma temporada de 25 paradas.
 
“Acho que a saturação é uma coisa que precisa ser considerada”, apontou Toto. “A Fórmula 1 é exclusiva e adicionar mais corridas não contribui com o fator exclusividade”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube