Mercedes visa renovar com McLaren, mas fala em proteger dados no caso de retorno da Honda

Diante da ameaça do retorno da Honda à F1 como fornecedora de motores, a Mercedes afirmou que espera renovar com a McLaren, mas também proteger seus dados dos eventuais rivais

Diante das crescentes especulações sobre um possível retorno da Honda à F1 como fornecedora de motores em um acordo com McLaren, a Mercedes, que atualmente entrega os propulsores ao time inglês, afirmou que vai trabalhar para garantir a proteção de seus dados, para que não haja nenhum tipo de beneficio à montadora japonesa. O regresso da marca nipônica é impulsionado pela drástica mudança de regulamento que a F1 vai sofrer em 2014, quando os carros serão empurrados por motores V6 turbos de 1.6 l.

A equipe de Woking, ainda segundo rumores da imprensa europeia, está estudando um acordo de longo prazo e está prestes a assinar com a Honda, mas a partir de 2015. Se o plano realmente se concretizar, a McLaren deve correr com as unidades produzidas pela Mercedes apenas no próximo ano.

Toto Wolff deseja renovar contrato com McLaren para além de 2014 (Foto: Mercedes)

Entretanto, Toto Wolff, diretor de competições da marca alemã, ressaltou que a fabricante visa se resguardar e proteger suas informações de eventuais rivais. Ainda assim, o dirigente afirmou que um novo contrato com a McLaren não pode ser descartado. "Sempre foi um de nosso objetivos manter o acordo com a McLaren, porque a equipe é um parceiro confiável e nós mesmos temos nos beneficiado com essa colaboração", explicou Wolff, na Austrália, onde a F1 sedia o primeiro GP de 2013 neste final de semana.

Questionado pela revista inglesa ‘Autosport’ sobre os boatos que apontam para um retorno da Honda à F1 e um possível vínculo com a McLaren, Toto respondeu: "Não tenho certeza se isso realmente está certo, por isso estamos negociando com eles e esperando por uma ampliação no contrato para além de 2014."

"Se não conseguirmos um compromisso desse, então teremos de garantir que não haja a transferência de dados. Mas todos nós somos profissionais e vamos exercer o direito de salvaguardar a nossa tecnologia. Então, também estamos de olho nisso. No momento, estou otimista e esperando por um novo vínculo", completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube