Mesmo confiante, Massa pede trabalho duro da Williams em Monza: “Precisamos sair da Itália com bom resultado”

Felipe Massa gosta da pista de Monza e destacou que o carro da Williams também vai se adaptar ao veloz circuito. Só que também fez um alerta e disse que é preciso trabalhar duro para que a equipe inglesa consiga sair da Itália com um bom resultado. O brasileiro subiu ao pódio na edição de 2014 do GP da Itália

determinarTipoPlayer(“15588575”, “2”, “0”);

Assim como Spa-Francorchamps, Felipe Massa também aprecia as curvas rápidas e as retas do histórico circuito de Monza, onde a F1 desembarca neste fim de semana para a 12ª etapa da temporada 2015. Mais que isso, o brasileiro se disse confiante, especialmente porque as características do traçado da Lombardia se adaptam muito bem ao FW37 da Williams, que gosta de trechos realmente velozes.

"Monza é um dos melhores circuitos para se pilotar", afirmou Felipe. "O traçado é rápido com curvas de alta velocidade. E há muita história nesta pista. Como equipe, tivemos bons resultados lá, incluindo o pódio no ano passado", completou.

Embora otimista, Massa também fez um alerta. "O nosso carro vai se adaptar às características do circuito, mas temos de trabalhar duro para ter certeza que vamos deixar a Itália com um bom resultado", destacou.

Massa manda beijos para fãs em Monza do pódio (Foto: Getty Images)

Antes, porém, Felipe ainda se disse 'sortudo' por ter fazer parte da história do Autodromo Nazionale di Monza com os pódios já conquistados por lá e pelo carinho que recebe todos os anos dos fãs italianos, apesar de já ter deixado a Ferrari.

"O pódio em Monza é um lugar muito especial e tenho sorte de já ter ido lá, diante de uma multidão de torcedores. Monza também é um lugar fantástico, com um clima ótimo, excelente comida e fãs apaixonados por F1", finalizou.

Chefe de performance da Williams, Rob Smedley também falou sobre o acerto aerodinâmico especial que o circuito de Monza exige. E afirmou também que é teste para os pilotos. "Monza é traçado especial e, como as demais equipes, também vamos ter um pacote aerodinâmico especial. É um ótimo circuito também para os engenheiros. Há retas, curvas de alta e média velocidade, além de pontos de freadas fortes. A Ascari é um verdadeiro desafio e a Parabólica exige um bom acerto frontal, que felizmente o FW37 possui", explicou o inglês.

"Também é um teste para os pilotos, que terá de enfrentar o menos arrasto aerodinâmica da temporada. No ano passado, nós fomos ao pódio, então a meta é repetir essa performance e nos aproximar dos nossos rivais mais próximos", completou.

A primeira atividade da F1 no circuito italiana está marcada para a sexta-feira, a partir das 5h, com o treino livre inicial. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube