Mick Schumacher homenageia pai: “Grato pelas experiências que me proporcionou”

Michael Schumacher completou 53 anos nesta segunda-feira e recebeu um parabéns emocionado de seu filho, Mick. Heptacampeão ainda se encontra em estado misterioso após acidente de esqui em 2013

RICCIARDO É PROBLEMA PARA MCLAREN OU 2021 FOI SÓ UM TROPEÇO?

Michael Schumacher, ex-piloto de Fórmula 1 e heptacampeão mundial da categoria, completou nesta segunda-feira (3) 53 anos de idade e foi homenageado por diversas personalidades do automobilismo nas redes sociais. Entre as felicitações ao alemão — que ainda se encontra em estado misterioso após um acidente de esqui em dezembro de 2013 — está a de seu filho Mick, que atualmente compete na F1 pela Haas e agradeceu ao pai pelas experiências.

“Feliz aniversário, pai”, postou Mick em uma de suas redes sociais. “Dias como esse foram importantes para o crescimento da minha paixão pelo automobilismo, e ainda me afetam até hoje. Sou grato por todas as experiências que você me deu e estou animado para fazer novas no futuro”, disse o alemão, em texto acompanhado de uma foto nos braços do pai ainda quando era criança.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Schumacher sofreu um acidente nos Alpes Franceses em 2013, enquanto esquiava durante as férias na estação de Méribel. O ex-piloto alemão bateu com a cabeça em uma pedra após perder o controle e chegou a ficar seis meses em coma. Transferido de volta para sua mansão, Michael vive sob os cuidados de sua esposa Corinna e os enfermeiros, em situação de absoluto sigilo.

Recentemente, um documentário produzido sobre o piloto pela Netflix deu alguns poucos detalhes sobre a situação atual de Schumacher, que já foi comentada até por Piero Ferrari, vice-presidente da escuderia de Maranello.

Seu filho, Mick, estreou na Fórmula 1 em 2021 e não conseguiu somar pontos na primeira temporada, com um carro que não ofereceu competitividade à Haas. O piloto já prestou algumas homenagens ao pai em sua participação na categoria, como na pintura de seu capacete na Bélgica e ao pilotar a Jordan 191 utilizada por Michael em sua estreia na F1, em 1991.

Mick continuará como titular da Haas em 2022, fazendo companhia a Nikita Mazepin, e foi confirmado como piloto reserva da Ferrari em parte do ano. Apesar do desempenho considerado positivo em sua primeira temporada na F1, Schumacher liderou a lista de maiores gastos com consertos em seu carro, custando R$ 27 milhões à Haas em 2021. Em dezembro, Felipe Massa — companheiro de Michael na Ferrari em 2006 — opinou que o sobrenome de Mick pode ser um “fardo” para sua trajetória no automobilismo.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Mick Schumacher estreou na Fórmula 1 em 2021 e espera seguir os passos do pai no futuro (Foto: Haas F1 Team)
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar