Mick Schumacher nega incômodo por comparações com pai na F1: “Ele é o melhor”

O atual campeão da Fórmula 2 sabe que sofrerá comparações com Michael Schumacher ao longo de toda a carreira. E está bem com isso

O ano de 2021 trará a primeira oportunidade de Mick Schumacher como titular na Fórmula 1. Aos 21 anos, é tão novato quanto tantos outros que começaram suas caminhadas por equipes medias ou pequenas ao longo dos anos. Mas Mick nada tem de novato normal. O sobrenome e a linhagem fazem dele alguém tratado de outra maneira. Segundo ele, está tudo bem fazer comparações.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Como a essa altura todos já sabem, Mick é filho de Michael Schumacher. E os sete títulos mundiais e 91 vitórias do pai irão afetar o seu dia a dia na Fórmula 1. É um fato. Já que Michael foi um fora de série dos mais especiais, as comparações tendem a ser quase que desleais, mas Mick não faz objeções.

“Estou bem com isso. As perguntas e comparações com meu pai não me incomodam. Até onde eu saiba, ele é o melhor neste esporte, deu tudo que podia por ele. Não sei como eu ignoraria isso”, disse em entrevista ao jornal alemão ‘Bild’.

Campeão da Fórmula 2 em 2020, Schumacher fará a estreia dele na Fórmula 1 pela Haas no próximo dia 21 de março, quando a temporada inicia em Melbourne, com o GP da Austrália – caso a pandemia do novo coronavírus não volte a influenciar o calendário do Mundial.

Ao igualar número de vitórias de Michael Schumacher, recebeu um capacete das mãos de Mick, filho do heptacampeão (Foto: Mercedes)

“Será um momento muito especial. Certamente será emotivo, mas quero ficar concentrado nas minhas metas, minhas corridas e no trabalho com a equipe”, afirmou.

Neste 29 de dezembro em que o acidente do pai, enquanto esquiava nos alpes franceses, completa sete anos, Mick deixa claro que a relação com a mãe, Corinna, é muito próxima também para falar das dores e delícias de ser piloto de carros de corrida.

“É minha confidente, minha melhor conselheira e sempre a primeira pessoa para quem eu ligo. Foi a primeira pessoa para quem falei quando soube que a Haas estava interessada em mim”, contou.

“Ela ficou muito feliz por mim, sempre soube que eu chegaria lá [na F1] um dia. Foi o que aconteceu agora”, finalizou.

Além de Mick, a Haas terá outro estreante: o playboy russo Nikita Mazepin, filho de magnata e que instalou grande crise antes mesmo de entrar no cockpit ao divulgar um vídeo em que comete assédio sexual. Apesar das pedidas pela demissão de Mazepin, a Haas resolveu mantê-lo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube