F1

Ministro do Esporte Aldo Rebelo pede a Bernie GP em Cuba em autódromo feito pelo Brasil, diz jornal

O Brasil contribuiria com o expertise e construiria um autódromo na ilha de Cuba que fosse capaz de receber o Mundial de F1
Warm Up / Redação GP, de São Paulo

O governo brasileiro quer ajudar Cuba a entrar no calendário do Mundial de F1, segundo publicou o jornalista Ancelmo Gois em sua coluna no jornal carioca ‘O Globo’. De acordo com a publicação, essa intenção foi manifestada pelo Ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, a Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da categoria.

Aldo Rebelo quer ver a F1 correndo em Cuba no futuro (Foto: Facebook)

Rebelo (PCdoB - SP) pediu que Ecclestone “ajude Cuba a ter uma corrida no circuito mundial da categoria”, informou a coluna no último fim de semana. “A construção do autódromo no país de Fidel, onde os carros têm mais de 40, 50 anos, ficaria, segundo o ministro, a cargo do... Brasil”, acrescentou.
 

 As imagens deste domingo em Melbourne
 O relato do GP da Austrália em tempo real
 A classificação do Mundial de Pilotos
 A classificação do Mundial de Construtores

Nunca um piloto nascido na América Central chegou à F1, assim como o Mundial jamais disputou uma corrida na região.

Enquanto Rebelo fala em construir um autódromo em Cuba, o Rio de Janeiro, que recebeu a categoria na década de 1980, ainda lamenta a destruição do autódromo de Jacarepaguá para a construção do Parque Olímpico para os jogos do Rio 2016. As promessas de construção de um novo circuito parecem estar longe de serem cumpridas.