Montezemolo anuncia em Monza que deixa Ferrari e Brawn volta para assumir chefia do time, crava revista alemã

De acordo com a revista ‘Motorsport Total’, Luca di Montezemolo será substituído por Sergio Marchionne na presidência da Ferrari e Marco Mattiacci dará lugar a Ross Brawn na chefia da equipe de corrida

A cobertura completa do GP da Itália no GRANDE PRÊMIO
icone_TV Automobilismo na TV: a programação do fim de semana
As imagens desta quinta-feira de F1 em Monza

Luca di Montezemolo e Marco Mattiacci vão deixar de ocupar seus cargos no comando da Ferrari muito em breve, de acordo com informação publicada pela revista ‘Motorsport Total’ na noite desta quinta-feira (4).

Segundo a revista, Montezemolo anuncia que sai da presidência da Ferrari já neste fim de semana, em Monza, às vésperas do GP da Itália. Em seu lugar, entra Sergio Marchionne, alto-executivo da Fiat, que é dona de 90% da Ferrari.

Outro anúncio importante também deve acontecer em um futuro próximo, mas não em Monza: a substituição de Mattiacci por Ross Brawn, que assim abandonaria sua segunda aposentadoria do Mundial de F1 para assumir a chefia da Ferrari.

Brawn e Montezemolo ajudaram a levar a Ferrari aos seus dias mais gloriosos na F1 (Foto: Getty Images)
  GRANDE PRÊMIO 'in loco' em Monza
   
   VOLARE, por EVELYN GUIMARÃES
Treinados Rosberg e Hamilton e pacificador Alonso ficam no centro das atenções
   
   CONFIANÇA JÁ ERA
Depois de incidente na Bélgica, Hamilton admite mudança na relação com Rosberg
   
    GRANA ASSIM NÃO SE DISPENSA
Vettel brinca com proposta da McLaren: 'Estava pedindo a caneta, mas ninguém deu'
   

Montezemolo está no cargo de presidente da Ferrari há 23 anos, desde novembro de 1991, quando recebeu de Gianni Agnelli a missão de reorganizar a equipe e encerrar o jejum de títulos que já durava quase uma década — desde 1983.

No início do mês passado, rumores de que o italiano deixaria o comando da Ferrari para assumir o comando da fusão entre as companhias aéreas Alitalia e Etihad circularam com grande intensidade na imprensa italiana, mas não chegaram a se confirmar — até o presente momento.

Brawn, por sua vez, chegou à Ferrari no fim de 1996 para se juntar ao time que estava sendo por Montezemolo e que já tinha Jean Todt e Michael Schumacher como pilares. Ficou na escuderia até 2006, aposentando-se da F1 com sete títulos mundiais de Pilotos e sete de Construtores no currículo.

Nem dois anos mais tarde, aceitou um convite da Honda para voltar a trabalhar e, em 2009, herdou o espólio da equipe japonesa para fazer uma equipe que carregava seu nome ficar com os dois títulos. Depois disso, vendeu o time para a Mercedes, atuando como chefe das Flechas Prateadas até o fim de 2013.

Segundo a 'Motorsport Total', Brawn vai chefiar o time porque Mattiacci já manifestou nos bastidores de Maranello o desejo de voltar a trabalhar no segmento de carros de rua, e não mais no esporte. O italiano está na função desde abril, quando substituiu Stefano Domenicali.



GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' o GP da Itália, 13ª etapa do Mundial de F1, com a repórter Evelyn Guimarães e o fotógrafo Xavi Bonilla. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

Bolão GRANDE PRÊMIO EUROBIKE:
faça suas apostas para o GP da Itália e concorra a uma viagem. É grátis!


Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar