“Morte súbita”: McLaren diz que problema com pneu de Sainz na Inglaterra veio “sem aviso”

Faltando duas voltas para o fim do GP da Inglaterra, o pneu esquerdo dianteiro de Carlos Sainz estourou. Muitos pontos foram embora, mas a McLaren afirma que o problema que foi impossível prever o problema

Carlos Sainz rodava em quarto no GP da Inglaterra do último domingo (2) quando o pneu dianteiro esquerdo de sua McLaren estourou. Ele conseguiu ainda ir aos boxes e retornar para a pista, mas a zona de pontuação se tornou inalcançável, fechando a prova em 13°.

Era um problema possível de ser evitado? Para a McLaren, a questão é que nenhum indício de que isso poderia ocorrer surgiu durante a prova. Foi o que disse Andreas Seidl, chefe de equipe dos laranjas.

“Carlos nos reportou algumas vibrações no começo da prova, com os pneus duros, mas nada extraordinário. Foi uma morte súbita do pneu, e claro que algo muito desapontador para todos do time e especialmente para Carlos”, disse Seidl.

“Mas, claro, acontece. É importante olharmos para as coisas positivas do dia, aprender com o que não foi o ideal, melhorar semana que vem. Não havia sinais de um problema com o pneu vindo. A gente sabia que teria que gerir os pneus, mas nada de nossa parte indicava o problema, nem por parte da Pirelli. E vários carros passaram por isso. Só não podemos concluir nada de imediato”, continuou.

Carlos Sainz e o estouro do pneu (Foto: AFP)

O próprio Sainz comentou a situação: “Estava cuidando muito dos pneus durante a corrida, eu sabia que seria apertado para mantê-los inteiros. E, bom, tão apertado que não deu, eu tive aquele furo. Em geral, acho que a sorte não está comigo nas primeiras provas do ano. Hoje nós perdemos muitos pontos, estou bem desapontado. Ao mesmo tempo, não posso ser tão duro comigo ou com o time, tudo ia muito bem até duas voltas antes do fim.”

O próximo teste dos pneus será na mesma Silverstone, no próximo final de semana, com o GP dos 70 Anos da Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube