Muito atrás da Mercedes, chefe da Ferrari reforça importância de manter trabalho “sem entrar em pânico”

Não entrar em pânico é a ordem na Ferrari. Quem diz é o chefe Maurizio Arrivabene, que destacou a importância da equipe seguir seu protocolo e manter o trabalho que vem sendo desenvolvido

Durante o primeiro final de semana da temporada, na Austrália, ficou claro que a Ferrari está bem mais competitiva que em 2014. Assim como evidentemente a Mercedes tem uma vantagem muito grande para todas as outras equipes. Para o chefe da equipe italiana, Maurizio Arrivabene, porém, não é para entrar em pânico pela defasagem com relação a atual campeã.
 
Arrivabene disse que a equipe precisa manter a calma e seguir com o protocolo. Mantendo o trabalho que vem sendo desenvolvido, a Ferrari vai ficar bem.
Maurizio Arrivabene é o chefão da Ferrari (Foto: Getty Images)
"É uma questão de continuar assim com nossa tecnologia, trabalhando e respeitando nosso programa sem entrar em pânico. Também precisamos manter o auto-estima", avaliou. 
 
O novo chefe falou ter ficado feliz apenas pela metade com a equipe em Melbourne. Isso porque se por um lado Sebastian Vettel estreou no pódio, por outro o carro de Kimi Räikkönen teve problemas, obrigando o finlandês a abandonar a prova.
 
"Fiquei feliz pela equipe, mas como chefe, apenas metade de mim ficou feliz, porque um carro foi parado na pista e os outros caras estavam no pódio. Para mim, fizemos metade do trabalho", disse.
 
O Mundial de F1 continua com a segunda etapa no próximo dia 29, na Malásia. 
 
ISQUEIRINHO

A FIA divulgou a lista de coletivas do fim de semana do GP da Malásia e vai opor as parceiras em estado de guerra. Cyril Abiteboul, diretor da Renault, e Christian Horner, da Red Bull, vão estar na sala de coletiva/ringue na sexta-feira para o segundo assalto da F1 2015. Depois das trocas de farpas, o clima esquentou tanto que Abiteboul divulgou uma foto de um par de luvas de boxe que está levando para Sepang. Coisas de uma categoria mais agitada fora das pistas…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube