“Muito feliz por Kimi”, Vettel lamenta quarto lugar no GP dos EUA e admite que “fase ruim não acabou”

Sebastian Vettel chegou na quarta colocação no GP dos EUA após mais um erro no início da prova ao rodar tentando passar Daniel Ricciardo. O alemão destacou a vitória de Kimi Räikkönen, mas admitiu que não consegue se livrar da maré de resultados ruins

Sebastian Vettel ampliou a fase complicada neste domingo (21). Mesmo evitando o pentacampeonato de Lewis Hamilton, o alemão voltou a cometer erros graves e, em Austin, rodou logo no início da corrida ao tentar passar Daniel Ricciardo. O resultado foi uma prova de recuperação até o quarto lugar.
 
O germânico destacou o fim do jejum do companheiro Kimi Räikkönen e explicou o incidente com Ricciardo, julgando que o australiano não teve como ver a aproximação do #5.
 
"Fiquei com emoções mistas. Muito feliz pelo Kimi, nada feliz com a minha corrida. Acho que eu estava na parte cega para o Ricciardo e aí a curva foi ficando estreita, enfim, uma perda grande para mim. Certamente poderíamos ter feito coisa melhor que o quarto lugar", disse.
Sebastian Vettel sofre após toque em Daniel Ricciardo (Foto: Reprodução/Twitter)

Para Vettel, a grande notícia é o fim da seca e da fase ruim da Ferrari, por outro lado, as coisas seguem ruins para o piloto. 

 
"Estou realmente feliz pelo que conseguiu o Kimi, a equipe teve semanas muito duras, mas a minha fase ruim parece que não acabou ainda. Deveria ter sido um dia melhor", completou.
 
Vettel conseguiu evitar que Hamilton já fechasse a conta em Austin, mas está ainda mais distante do inglês. Agora, são 70 pontos para tirar em 75 possíveis. 
 

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP dos Estados Unidos de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.

E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube