F1
16/04/2015 16:52

Muito feliz, Räikkönen vibra com grupo da Ferrari e “melhor ambiente que já tive em qualquer equipe”

Extremamente satisfeito com a harmonia vivida dentro da equipe italiana, Kimi Räikkönen tem a bênção do parceiro Sebastian Vettel caso queira permanecer na F1 e representando a Ferrari: “Só não fica se não quiser”
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen conversaram animadamente nesta sexta em Sepang (Foto: Getty Images)
Em toda sua carreira no automobilismo, Kimi Räikkönen jamais esteve tão à vontade dentro de uma equipe como agora. Neste seu segundo ano da sua segunda passagem pela Ferrari, o campeão mundial em 2007 encontrou um ambiente de extrema harmonia e marcado pelo espírito de grupo e pela maneira como todos trabalham em conjunto. A estrutura do time de Maranello mudou sensivelmente do ano passado para cá. Sebastian Vettel substituiu Fernando Alonso como seu companheiro de equipe e, na gestão da escuderia, Maurizio Arrivabene assumiu o comando no lugar de Marco Mattiacci. Para o finlandês, nada é parecido com o clima vivido dentro da Ferrari na temporada 2015 da F1.

Durante entrevista coletiva concedida na tarde desta quinta-feira (16) em Sakhir, circuito que recebe o GP do Bahrein no próximo domingo, Räikkönen não escondeu a felicidade por fazer parte deste novo momento da Ferrari.
Kimi Räikkönen e Sebastian Vettel conversam no paddock de Sakhir nesta quinta (Foto: AP)
“Tenho que dizer que, no ano passado, quando estava aqui na Ferrari, eram bons tempos e era um bom ambiente. Mas este ano é o melhor que eu já tive em qualquer equipe: a forma como o time trabalha em conjunto, como as pessoas trabalham em conjunto, o ambiente e como as coisas estão sendo realizadas. Isso diz muito. Estou muito feliz”, declarou Kimi.

O piloto também foi questionado sobre a possibilidade de permanecer por mais um ano em Maranello. Nesta semana, a emissora Sky Italia noticiou que há um desejo dentro da cúpula do time de exercer a opção de renovação até o fim de 2016. Contudo, apesar da boa fase, Räikkönen não se mostra preocupado com o futuro e prefere viver o momento. “A equipe que tem de dizer sobre isso. Você tem que falar com eles. O tempo dirá o que vai acontecer. Estou feliz com a maneira como as coisas estão correndo.”

Na visão de Vettel, Räikkönen só deixa a Ferrari se quiser. O tetracampeão rasgou elogios ao seu novo companheiro de equipe e indicou que gostaria de tê-lo ao seu lado na próxima temporada. “Acho que ele está fazendo um trabalho muito bom. Não sei bem os detalhes do seu contrato. Acho que está em suas mãos se ele quiser continuar na F1. Haveria todo o interesse em ter um piloto rápido como ele, com a experiência que ele tem, caso queira ficar na F1. Só não fica se não quiser”, afirmou o alemão.