Na busca por "mesma grandeza" de Ayrton Senna, Hamilton diz que se vê amado e odiado fora das pistas

Piloto inglês afirmou que é amado e odiado fora das pistas, mas espera mudar imagem na Mercedes após quase uma vida inteira na McLaren

Lewis Hamilton nunca escondeu que a grande inspiração na carreira é Ayrton Senna que, assim como ele, também esteve na McLaren. E o novo piloto da Mercedes espera alcançar um nível semelhante de grandeza como o do brasileiro, que foi campeão da categoria por três vezes e protagonizou importantes duelos em provas épicas.

“Quando falo sobre grandeza, só conheço as histórias sobre Ayrton Senna, do jeito que ele entrava em uma salda, da aura que tinha, como se portava, como pilotou e inspirou pessoas. Ele inspirou uma nação. Espero que eu tenha essa grandeza”, disse inglês em entrevista ao jornal britânico ‘Daily Telegraph’.

Lewis Hamilton espera mudar imagem construída na McLaren (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Nos últimos meses, ele se envolveu em algumas polêmicas, como postar no Twitter a telemetria do carro da McLaren ou aparecer mais nas colunas de fofoca do que na parte esportiva dos jornais. Por isso, Hamilton acredita que as pessoas têm uma relação de amor e ódio por ele.

“Estou sendo amado ou odiado. Infelizmente, quando cheguei na F1, dizia uma coisa e as pessoas entendiam outra. Por exemplo, na Espanha, me odeiam lá. Tudo que você pode fazer é tentar mudar isso lentamente, mas leva tempo. Há milhares de pessoas que não gostam de mim, mas existem tantas outras que gostam”, explicou o novo companheiro do alemão Nico Rosberg.

Na nova equipe, o inglês afirmou que espera mudar sua imagem nos próximos meses. “Vim de um ambiente controlado, onde você tinha que fazer e dizer o que era dito. Enquanto mantém seus valores, você ainda pode ser quem você deseja ser”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube