Na Garagem: Pace conquista primeira — e única — pole da carreira no Mundial de F1

Depois de vencer o GP do Brasil em janeiro, José Carlos Pace seguiu em alto nível na F1 1975 ao marcar na corrida seguinte a primeira — e única — pole de sua carreira. Foi em 28 de fevereiro na África do Sul

Quando a fase é boa, ela é boa. O ano de 1975 foi o melhor de José Carlos Pace na F1, muito por conta de um excelente começo. 
 
Naquela temporada, Pace conquistou sua única vitória no Mundial em casa, no GP do Brasil, no dia 26 de janeiro. E o bom momento continuou na corrida seguinte, pouco mais de um mês depois, na África do Sul.
 
No circuito de Kyalami, Pace anotou a primeira pole na carreira no Mundial — que também seria a única.
 
O longo intervalo entre as corridas não viu muitas mudanças. Era comum naquela época que as equipes levassem os carros novos apenas no início da fase europeia do campeonato. 
José Carlos Pace à frente do pelotão em Kyalami (Foto: Forix)
A Brabham era um carro de meio de grid nos anos 1970, ocasionalmente conseguindo anotar resultados mais expressivos. Foi só no final da década, começo da década seguinte que Bernie Ecclestone conseguiu botar ordem na casa. Mas no caso de 1975, o BT44B havia dado as caras já na Argentina.
 
E para o GP da África do Sul, a grande novidade era o carro da Ferrari: o 312T, com câmbio transversal — o carro que seria campeão mundial naquele ano.
 
Ainda assim, a Brabham conseguiu sobressair no treino classificatório e marcou uma dobradinha no grid. Pace foi o mais rápido com um tempo de 1min16s41, só 0s07 à frente do companheiro Carlos Reutemann. Jody Scheckter foi o terceiro com a Tyrrell, e Niki Lauda apareceu só em quarto.
 
Na corrida, Pace até manteve a ponta na largada, mas depois sofreu com problemas de freio até terminar na quarta posição. Scheckter assumiu a ponta na terceira volta e não largou mais para conquistar a vitória diante de sua torcida. Reutemann e Patrick Depailler completaram o pódio.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube