Na Garagem: Ralf Schumacher escapa ileso de acidente em estrada na Alemanha

Em 3 de dezembro de 2001, Ralf Schumacher se envolveu em um acidente de trânsito ao retornar de um evento da BMW, mas escapou ileso. Curiosamente, dias depois, o piloto revelou que pensava em começar a andar na F1 usando óculos

Ralf Schumacher levou um belo de um susto em 3 de dezembro de 2001, há 14 anos. Saindo do Salão do Automóvel de Essen, o alemão foi o culpado por um acidente envolvendo três carros na rodovia A3 na Alemanha.

 
O então piloto da Williams bate com sua BMW 7 series bateu por trás em um outro carro, que estava parado em um congestionamento, e um terceiro acabou envolvido no acidente. Ninguém se feriu e, e os danos não foram graves ao carro de Ralf, que pôde seguir viagem dirigindo.
 
O acidente aconteceu perto de Colônia e com a pista escorregadia.
Apesar dos incidentes fora das pistas em 2001, até que aquele ano foi bom para Ralf: ele conquistou suas três primeiras vitórias no Mundial de F1 (Foto: BMW AG)
Ralf não chegou a comentar o episódio, que foi confirmado pela assessoria da BMW com a F1 já de férias. Curiosamente, dias depois ele deu uma outra entrevista na qual revelou que tentaria pilotar usando óculos durante os testes da pré-temporada.
 
“Eu consigo enxergar, mas estou com alguma dificuldade às vezes, por isso que tenho usado óculos de tempos em tempos. Eu já treinei um pouco assim na segunda metade da temporada. Mas não sou cego nem nada, ainda enxergo!”, disse.
 
Naquele mesmo ano de 2001, Ralf já havia sido multado e tido a habilitação cassada por duas semanas na Áustria, depois de ser pego a 170 km/h em uma estrada cujo limite era de 100 km/h.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube