Na Garagem: Schumacher chega em 2º na Bélgica e comemora heptacampeonato

A 14ª das 18 etapas do Campeonato Mundial de 2004 foi a que assegurou o sétimo título da F1 para Michael Schumacher. Foi há exatos 12 anos

As palavras contidas na placa exibida pela Ferrari para Michael Schumacher na reta de chegada do GP da Bélgica de 2004 expressavam bem o sentimento do time com relação ao maior campeão da história da F1: “Simplesmente o melhor”. Há exatos 12 anos, em um agitado dia 29 de agosto em Spa-Francorchamps, o alemão conquistava o último de seus sete títulos mundiais.
 
Quis o destino que a conquista fosse selada justamente na primeira corrida daquele campeonato em que Schumacher não foi capaz de derrotar todos os adversários. Terminou em segundo, atrás da McLaren do então promissor finlandês Kimi Räikkönen. E ficou frustrado por isso. “Eu preferia conquistar o título com uma vitória”, lastimou. Isso não quer dizer, no entanto, que a festa tenha sido pequena.
Schumacher é recebido com festa pela Ferrari em Spa (Foto: Bridgestone)
Antes da chegada à Bélgica, o único revés havia sido em Mônaco, quando Juan Pablo Montoya o atingiu dentro do túnel durante um safety-car.
 
Na Bélgica, Michael liderou somente duas voltas, ambas em meio às paradas de box. Michael saiu em segundo, mas não demorou para despencar para sexto. Teve de ir se recuperando pouco a pouco, até assumir definitivamente a segunda posição na 21ª passagem. 
 
Debaixo de chuva em Spa-Francorchamps, o alemão teve a chance de se aproximar do líder com dois safety-cars já na reta final da prova, a partir da 30ª volta, não foi capaz de impedir a primeira vitória da McLaren no ano.
 
Kimi Räikkönen, que havia superado as duas Renault ainda na primeira metade da prova, venceu com 3s de vantagem. Foi a primeira de suas quatro vitórias na Bélgica.
Michael Schumacher comemorando o heptacampeonato mundial (Foto: Ferrari)
Schumacher foi segundo e Rubens Barrichello, após um incidente nas voltas iniciais, ainda salvou um pódio e ficou em terceiro. Após a corrida, Schumi já tinha 128 pontos, 40 a mais que Barrichello. Jenson Button era o terceiro com 65.
 
Foi o quinto caneco consecutivo do alemão, quebrando outro recorde pertencente ao argentino Juan Manuel Fangio. Schumacher ainda seria terceiro no campeonato de 2005 e vice-campeão em 2006.
 
PADDOCK GP #43 DEBATE INDY E MOTOGP E FAZ PRÉVIA DA F1

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube