Na Garagem: Senna dá ‘boas vindas’ a Prost chamando francês de covarde

Ayrton Senna queria correr pela Williams em 1993, mas foi vetado por Alain Prost, o piloto apoiado pela Renault. O brasileiro ficou furioso com a postura do arquirrival e o chamou de covarde antes da abertura do campeonato na África do Sul

A chegada da F1 à África do Sul foi um tanto tumultuada em 1993, principalmente pela retomada de uma rivalidade história: Ayrton Senna contra o “covarde” Alain Prost.
 
O francês estava afastado da F1 desde o fim de 1991, quando fora demitido pela Ferrari. Após um 1992 sabático, Prost assinou com a Williams para 1993, tomando o lugar do campeão mundial Nigel Mansell. E vetou Senna para o segundo carro.
 
O brasileiro estava desesperado para deixar a McLaren, que perdera os motores Honda e utilizaria propulsores Ford Cosworth defasados em relação aos da Benetton. Seu objetivo era ir para a Williams, a equipe que poderia lhe dar um título em 1993, mas Prost disse não.
Senna e Prost terminaram o ano 'Paz e Amor'. Mas não era bem assim no início de 1993… (Foto: Getty Images)
Aquilo deixou Ayrton irado, e ele manifestou sua opinião no dia do início dos treinos. “Ele está se comportando como um covarde”, disparou.
 
“Ele tem tudo preparado para ele em 1993. É como correr os 100 metros rasos com tênis de corrida e os outros com botas de chumbo”, completou.
 
Senna até resistiria ao ótimo carro da Williams e lideraria o campeonato após o GP de Mônaco, porém não teria como aguentar até o fim do ano. Prost foi tetracampeão com sobras e decidiu se aposentar, abrindo mão do segundo ano de seu contrato. Em 1994, enfim, Senna iria para o time de Frank para as últimas três corridas de sua vida.
 
Não a única polêmica
 
Curioso que essa não era a única polêmica da semana. Falava-se bastante da crise que a F1 enfrentava, com a alta nos custos e, especialmente, o domínio de Mansell em 1992. A manchete da ‘Folha de S.Paulo’ há exatos 23 anos? “Mundial começa hoje com apenas 28 carros na pista”. 
 
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube