Na Garagem: Senna faz corrida de recuperação no Japão e conquista primeiro título na F1

Foi exatos 30 anos atrás, no GP do Japão de 1988, que Ayrton Senna conquistou seu primeiro título na Fórmula 1. O brasileiro precisou superar uma largada desastrosa, que o jogou da pole para o 14º lugar, para vencer e derrotar Alain Prost

Foi exatos 30 anos atrás, em 30 de outubro de 1988, que Ayrton Senna começou a se consolidar como um dos gigantes da Fórmula 1. O piloto brasileiro, que fazia sua primeira temporada como piloto da McLaren, confirmou o primeiro título mundial através de uma pilotagem icônica no GP do Japão, com direito a duas vitórias – a na corrida em si e a sobre o companheiro de equipe Alain Prost.
 
Ayrton Senna chegou a Suzuka com a situação sob controle para ser campeão. É verdade que o fim de semana começou com Alain Prost liderando o Mundial de Pilotos, mas o sistema de descarte de pontos jogava a favor do brasileiro. Uma simples vitória em qualquer uma das últimas duas corridas bastava para confirmar a conquista, independente dos resultados de Prost. Pode não parecer uma missão tão simples assim, mas certamente era mais fácil quando a McLaren era a única equipe com um carro verdadeiramente vencedor, caso de 1988.
 
Na briga particular entre os dois pilotos no Japão, Senna começou em vantagem com a pole, 0s324 mais rápido que Prost. Se a corrida terminasse com os pilotos exatamente nessas posições, o campeonato acabava. Mas não seria tão simples: Ayrton teve problemas na largada e caiu para 14º na altura da curva 1 de Suzuka. Era um fardo do tamanho do mundo, mas também uma chance de fazer uma exibição heroica.
A McLaren se mostrou imbatível em 1988, e Ayrton Senna aproveitou isso ao máximo (Foto: Getty Images)

E assim foi. Senna ganhou seis posições só na primeira volta, começando a segunda em oitavo. Prost precisava aproveitar a chance para abrir vantagem porque estava claro que o brasileiro eventualmente chegaria às posições de destaque. Volta após volta, os pilotos foram ficando para trás: Riccardo Patrese, Alessandro Nannini, Thierry Boutsen, Michele Alboreto, Gerhard Berger…

 
Quando o inacreditável Ivan Capelli abandonou da segunda colocação, isso após tomar a liderança brevemente das mãos de Prost, a briga começou para valer. Ainda era a volta 20 de 51 e as duas McLaren estavam em primeiro e segundo. O francês ainda liderava, mas em condições desfavoráveis: o câmbio não estava funcionando perfeitamente, além de que a pista estava úmida em alguns trechos.
 
Era só esperar um momento de fraqueza de Alain, que veio com retardatários. O francês perdeu tempo tentando superar Andrea de Cesaris e permitiu que Senna viesse por dentro na reta principal. Ultrapassagem feita e liderança trocada na volta 28.
Ayrton Senna conseguiu em 1988 o primeiro dos três títulos na F1 (Foto: Getty Images)
A ultrapassagem permitiu que Senna administrasse a corrida. A vantagem sobre Prost crescia constantemente, sem sinais de reviravoltas. A chuva chegou a apertar mais no fim, mas isso certamente não seria suficiente para derrotar o brasileiro. A bandeira quadriculada confirmou vitória de Ayrton com 11s de vantagem sobre Prost.
 
Foi o primeiro dos três títulos de Senna na Fórmula, que seriam todos conquistados no Japão. 1988 terminou com uma briga ferrenha do brasileiro com Prost, mas dentro dos limiares do jogo limpo. Ainda não dava para saber, mas seria a última vez que os dois decidiriam título assim: em 1989 e 1990, as duas lendas da F1 ganharam um caneco cada após causar batidas um com o outro em Suzuka.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube