F1

Na melhor posição de grid da carreira, Ericsson vibra com “excelente dia” e exalta Sauber: “Acertamos tudo”

Marcus Ericsson vai largar em sexto, na melhor posição de largada da carreira na F1. O sueco destacou a fase da Sauber e os ajustes dos suíços no terceiro treino livre
Warm Up, de Interlagos / GABRIEL CURTY, de Interlagos
 Marcus Ericsson vai largar em boa posição no GP do Brasil (Foto: Sauber)
 
Marcus Ericsson foi um dos grandes destaques do sábado (10) em Interlagos. O sueco vai largar em sexto no GP do Brasil, sua melhor posição de largada na carreira. Marcus vibrou com o dia e exaltou o trabalho que a Sauber fez para se colocar à frente das rivais diretas a partir do TL3.
 
Depois da classificação, Marcus destacou que a Sauber já vem evoluindo nas últimas provas e que acertou em cheio nas mudanças que fez antes da definição do grid, no último treino livre.
 
"Estamos sendo bem rápidos durante a temporada, frequentando Q3, mas, obviamente, aqui a gente mostrou mais força. Esperávamos um pelotão intermediário bem apertado e sabíamos que tudo poderia acontecer, mas a gente fez ótimas mudanças no TL3 que nos possibilitaram lutar melhor na classificação", disse.
Marcus Ericsson vai largar na melhor posição da carreira (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
Ericsson comemorou bastante a melhor posição de largada - que antes era um nono lugar - e lembrou que Charles Leclerc sai logo atrás no grid.
 
"Desde o Q1 a gente viu que essa posição de largada era possível, acertamos absolutamente tudo e, está aí, um grande dia. Foi excelente pessoalmente falando, mas também muito bom do lado do time, sexto e sétimo no grid", falou ao GRANDE PRÊMIO.
 
O sueco explicou que a chuva não foi um fator que atrapalhou tanto, por mais que tenha aparecido, especialmente, no Q2.
 
"A pista estava bem complicada por causa da chuva, não tinha clima estável das curvas 4 até a 12, você precisava ser cuidadoso, mas não acho que isso tenha comprometido algo. No geral, a sessão foi bem mais no seco", completou.

GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do Brasil de F1 com os repórteres Evelyn Guimarães, Felipe Noronha, Fernando Silva, Gabriel Curty, Juliana Tesser, Nathalia De Vivo e Pedro Henrique Marum, e o fotógrafo Rodrigo Berton. Acompanhe tudo aqui.