Não era Emerson? Wilson Fittipaldi era referência dos jovens nos anos 60, diz Balder

Nos anos 60, quando os irmãos Fittipaldi começaram no automobilismo, era Wilson quem exercia mais poder de influência nos jovens pilotos brasileiros. Emerson, porém, foi quem teve mais sucesso na carreira internacional. Jan Balder contou detalhes sobre o assunto no Cadeira Cativa #16

No Cadeira Cativa #16, Jan Balder contou sobre o início da carreira dos irmãos Emerson e Wilson Fittipaldi nos autódromos brasileiros. E recordou que Wilsinho, como era chamado o ex-piloto de Fórmula 1, tinha mais reconhecimento dos jovens do automobilismo local nos anos 60.

O Cadeira Cativa é o programa do GRANDE PRÊMIO que recebe jornalistas e personalidades marcantes da cobertura de esporte a motor do Brasil.

Assista ao trecho completo abaixo:

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar