Negociando com Ecclestone, governo australiano fala em “jogo difícil” para renovar contrato do GP

Ron Walker, promotor do GP da Austrália, admitiu que as negociações com Bernie Ecclestone para a renovação do contrato de realização da etapa estão sendo difíceis, mas se mostrou confiante no futuro da prova para além de 2015

O GP da Austrália só está garantido no calendário da F1 até 2015, mas as negociações para a renovação do contrato já estão em curso. De acordo com Ron Walker, diretor da empresa que promove a etapa, um novo acordo para além do próximo ano ainda está em fase de negociação.
 
“Estou tão confiante quanto posso estar”, declarou o representante da empresa promotora da etapa em entrevista à publicação local ‘Age’. 
Governo negocia novo contrato de dois anos com a F1 (Foto: Getty Images)
De acordo com o jornal, o governo australiano negocia com Bernie Ecclestone uma redução na taxa para receber a corrida depois de 2015, como aconteceu com outras provas por conta da crise econômica. Walker garante, entretanto, que as questões discutidas não são "nada sérias".
 
A declaração de Walker, por outro lado, contradiz Danis Napthine, primeiro-ministro do governo de Victoria, que alega que o governo está jogando “um jogo muito difícil” nas negociações com Ecclestone.
 
“É um trabalho em curso”, comentou o promotor. “Só está levando mais tempo do que nós esperávamos. Espero que o impasse seja resolvido logo. Tomara que seja concluído antes da corrida deste ano”, completou.
 
Por fim, Walker explicou que, ao contrário de muitos outros contratos da F1, o acordo que o governo de Victoria negocia tem duração de apenas “dois anos”. “Se ajusta ao governo, pois eles não estão se comprometendo em longo prazo”, justificou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube