Netflix lança documentário sobre Michael Schumacher e marca estreia para setembro

Michael Schumacher será tema de documentário produzido pela empresa alemã B | 14 Film e veiculado pela plataforma global de streaming Netflix. E ainda que a obra tenha a aprovação da família, a direção garante que não se trata de um filme chapa-branca

Vettel tentou fazer uma surpresa de aniversário para Alonso, mas falhou… (Vídeo: F1)

Heptacampeão mundial de Fórmula 1 e um dos maiores pilotos da história, Michael Schumacher será tema de documentário que vai ser lançado pela plataforma de streaming Netflix em 15 de setembro. Produzido pela empresa alemã B | 14 Film e dirigido por Hanns-Bruno Kammertons, Vanessa Nöcker e Michael Wech — responsáveis também por um documentário sobre o ícone alemão do tênis, Boris Becker —, a obra, intitulada ‘Schumacher’, tem o apoio da família. Mas a direção garante que não se trata de um documentário chapa-branca.

O filme, que teve o lançamento adiado em razão da pandemia, traz depoimentos de Corinna Schumacher, esposa de Michael, dos filhos Gina e Mick, e do irmão, Ralf, também ex-piloto de Fórmula 1. Também há relatos de personalidades do esporte como Bernie Ecclestone, Jean Todt, Luca di Montezemolo, Flavio Briatore, Sebastian Vettel, Damon Hill, David Coulthard e Sebastian Vettel.

Sabine Kehm, empresária e assessora de imprensa da família Schumacher, exaltou a trajetória do heptacampeão e falou sobre o que o documentário representa para a família.

Documentário sobre vida e obra de Michael Schumacher será lançado em 15 de setembro pela Netflix (Foto: Scuderia Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Michael Schumacher redefiniu a imagem profissional de um piloto e estabeleceu novos padrões. Em sua busca pela perfeição, ele não poupou nem a si mesmo e nem sua equipe, levando-os aos maiores êxitos. Ele é admirado em todo o mundo por suas qualidades como líder. Encontrou a força para essa missão e o equilíbrio para se recarregar em casa, com sua família, que ele ama de forma idolatrada”, disse a alemã em comunicado sobre o lançamento do documentário.

“Para preservar sua esfera privada como uma fonte de força, ele sempre separou rigorosa e consistentemente sua vida privada da sua vida pública. Esse filme fala de dois mundos. É o presente da sua família para seu amado marido e pai”, declarou.

Vanessa Nöcker, uma das diretoras do documentário, disse que, apesar da chancela da família, a obra não vai esconder nada.

“O maior desafio para os diretores era certamente encontrar o equilíbrio entre os relatos independentes e a consideração pela família. A própria Corinna Schumacher foi nosso maior apoio nisso”, explicou Vanessa ao citar a esposa de Michael.

“Ela mesma queria fazer um filme autêntico, mostrar Michael como ele é, com todos os seus altos e baixos, sem qualquer cobertura. Ela foi ótima e corajosa o bastante para nos deixar fazer o que queríamos, então respeitamos e mantivemos seus limites. Uma mulher muito inspiradora e calorosa que deixou uma impressão de resistência em todos nós”, comentou.

Benjamin Seikel, produtor do documentário, comemorou o fato de o filme alcançar uma dimensão global ao ser anunciado com lançamento na Netflix em setembro.

“O documentário foi um grande desafio e exigiu muito tempo e sensibilidade, levando em conta a pressão que foi colocada sobre a produção. Mas, graças a uma ótima equipe e a uma ótima colaboração com a família, não nos deixamos abalar. Estamos gratos por ele finalmente estar em curso e animados com seu lançamento global na Netflix. O filme sempre teve como objetivo ser internacional e estamos confiantes de que ele vai ser considerado como tal”, declarou.

Ainda não está claro se a obra vai abordar o atual estado de saúde do heptacampeão, que desde 29 de dezembro de 2013 luta para se recuperar do grave acidente de esqui sofrido na estação de Méribel, nos Alpes Franceses. A família, desde então, mantém a condição sobre Michael Schumacher em sigilo e praticamente não dá informações sobre o assunto.

O GP da Hungria, o 11ª da temporada e o último antes das providenciais férias de verão na Europa, acontece neste fim de semana. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

BOMBA! MERCEDES ACENDE GUERRA NA F1 APÓS FIA ESNOBAR RED BULL NO CASO HAMILTON-VERSTAPPEN | Briefing

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar