F1

Newey revela que Alonso “esteve bem perto” da Red Bull: “Pena que não aconteceu”

Adrian Newey, o projetista da Red Bull e um dos profissionais mais vencedores da Fórmula 1, revelou que Fernando Alonso esteve próximo da Red Bull após pelo menos uma rodada de negociações. Ainda encheu o espanhol, a quem considera um dos gigantes da era moderna da F1, de elogios

Grande Prêmio / Redação GP, do Rio de Janeiro
As notícias das últimas semanas já deixaram claro que as conversas entre Fernando Alonso e Red Bull não foram apenas cortina de fumaça. Mas ninguém do lado da equipe austríaca fora tão longe quanto o projetista Adrian Newey, que rasgou elogios ao bicampeão mundial e disse que um acerto entre as partes esteve próximo. 
 
Ainda no ano passado, Alonso afirmou que havia sido procurado pela Red Bull, enquanto o consultor Helmut Marko falou recentemente que a procura partiu de pessoas ligados ao piloto, mas que juntá-lo com a Honda, atual fornecedora de motores, seria impossível
Newey trouxe à luz mais esclarecimentos, embora não tenha especificado exatamente quando aconteceram esses encontros.
 
"É um dos grandes da era moderna. Trabalhar com ele teria sido fantástico. Ele parece ter levado azar com algumas escolhas que fez, mas sempre que nós nos falamos ele foi muito gentil", afirmou em entrevista à revista espanhola 'Esquire'.
 
"A habilidade de Fernando várias vezes excede a do carro em suas mãos. Acho que essa é a marca do ótimo piloto - a capacidade de se destacar apesar de não ter um grande carro", falou.
Newey é o mago da aerodinâmica da F1 (Foto: Red Bull/Getty Images)
"É uma daquelas coisas que infelizmente nunca aconteceu, mas esteve bem perto de acontecer. Acho que teria sido um sucesso trabalharmos juntos, mas não rolou. A Red Bull sempre seguiu a política de desenvolver seus próprios pilotos. Era uma avaliação com pequenas chances", disse.
 
"Nós nos encontramos e houve negociações na Áustria. Esteve próximo, mas no fim não aconteceu", encerrou. 
 
Quando perguntado o boato de que Sebastian Vettel poderia deixar a Ferrari para regressar ao time rubro-taurino, afirmou que contar com Vettel e Alonso no mesmo time seria "como Ayrton [Senna] e Alain [Prost]".


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.