Latifi elogia Russell e diz que vai sentir falta de “ótima referência para Williams”

Juntos desde 2020 na Williams, Nicholas Latifi elogiou George Russell ao dizer que o britânico é "ótima referência" par equipe, e admitiu que sentirá falta da parceria entre os dois

OS PONTOS FRACOS E FORTES DE MERCEDES E RED BULL NA RETA FINAL DE 2022

Juntos desde 2020 na Williams, a parceria entre George Russell e Nicholas Latifi está perto no fim. Isso porque o dono do carro #63 vai rumar novos caminhos na Mercedes em 2022. E, por isso, depois de terem passado por altos e baixos com a equipe de Grove, Latifi elogia: Russell é “referência para o time”, e ele sentirá falta da parceria entre os dois.

“Obviamente, acho que George tem sido uma ótima referência na equipe”, disse Latifi. “Quero dizer, ele é alguém que você sabe que, nove a cada dez vezes, ele sempre vai ter a chance de chegar muito perto da zona de pontuação ou estar bem na classificação”, acrescentou.

“Isso não quer dizer que eu não acho que meu novo companheiro de equipe não seja capaz de fazer o mesmo, mas acho que essa referência tem sido muito forte, então é obviamente algo muito benéfico para mim, especialmente no início da minha carreira, assim como para ele”, seguiu.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

GEORGE RUSSELL; FÓRMULA 1; F1; GP DA RÚSSIA; SÁBADO; CLASSIFICAÇÃO;
Latifi acredita que Russell seja “ótima referência” para Williams (Foto: Williams)

LEIA TAMBÉM
+ESPECIAL: Transformação que sai com água
+ONG alerta F1 sobre risco de limpar imagem da Arábia Saudita com GP

“Mas é bom ter essa referência e, obviamente, é bom quando você o pressiona e vai mais rápido do que ele. Mas, da mesma forma, quando é o contrário, você está apenas aprendendo e acelerando sua curva de aprendizado”, finalizou.

O piloto canadense não teve vida fácil na Turquia, última etapa da F1. Ele acabou rodando no início da prova e chegou apenas à 17ª posição. Ele, no entanto, mostra-se animado para as corridas que estão por vir, nessa reta final do campeonato.

“O ímpeto meio que vem do desempenho, não tanto dos resultados ou de como finalizei a corrida. Acho que o desempenho ainda estava bom na classificação e acho que o ritmo da corrida foi muito forte. O resultado não aconteceu, mas o desempenho e o ímpeto ainda estão bons, e é nisso que preciso me concentrar, para continuar assim”, concluiu.

A próxima etapa da temporada 2021 da Fórmula 1 acontece neste fim de semana com a disputa do GP dos Estados Unidos, no Circuito das Américas. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

F1 2021 INVADE AMÉRICA PARA FINAL ANTECIPADA + CALENDÁRIO MAIS LONGO EM 2022 | Paddock GP #261

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar