Mazepin acusa Schumacher de atrapalhar volta no Q1 de propósito: “Estou puto da cara”

O Q1 terminou com enrosco entre Nikita Mazepin, Mick Schumacher e Sebastian Vettel. O russo ficou irritado com o companheiro de Haas, acusado de causar problemas em Zandvoort

Nicholas Latifi bateu forte no fim do Q2 (Vídeo: Reprodução/TV)

O clima volta a ser de inimizade na Haas. Nikita Mazepin não economizou nas palavras ao reclamar de Mick Schumacher, acusado de agir de má fé nos momentos finais do Q1 deste sábado (4) em Zandvoort. De acordo com o russo, o alemão tentou atrapalhar deliberadamente a última tentativa de volta rápida ao causar problemas com tráfego.

A acusação de Mazepin é que Schumacher não respeitou a ordem dos carros na pista, fazendo ultrapassagem para ficar à frente antes da volta rápida. O russo tentou responder, mas acabou quase causando um acidente que também envolveria Sebastian Vettel.

“Eu estou muito irritado, sendo franco”, disse Mazepin. “Não deveria ser tão difícil assim com a questão do tráfego. As regras de uma equipe de F1 dizem que em um fim de semana você é o primeiro a ir para a pista, em outro você é o segundo. Esse fim de semana era minha vez de ser o primeiro carro. Uma vez, em Ímola, eu era o segundo carro e ultrapassei o primeiro. Levei uma mijada da equipe. Essa é a segunda vez que meu companheiro me ultrapassa e me joga pro tráfego, fodendo minha volta de classificação de propósito”, disparou.

Vettel teve de desviar de Mazepin no fim do Q1 (Foto: Reprodução/F1 TV)

“Eu não fico feliz. Se você faz algo uma vez, sem saber, tudo bem. Se você faz duas, é de propósito. Não deveríamos ter uma tensão dessas na equipe e eu estou puto da cara”, continuou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Schumacher ficou confuso com a situação. O alemão não entendeu as críticas de Mazepin e decidiu esperar por uma reunião com a chefia da Haas.

“Eu não sei o que o Nikita está falando”, defendeu-se Schumacher. “Acho que a equipe dele não passou a mensagem. Eu perguntei se podia ultrapassar porque meus pneus estavam frios e ele [Mazepin] costuma fazer a volta de saída dos boxes mais devagadar. Eu recebi o ‘ok’ e ultrapassei. Acho que o Lando [Norris] estava entre nós e eu não vejo motivo para criar um drama em cima disso. A volta dele não foi arruinada. Vamos discutir isso internamente e o Guenther [Steiner, chefe de equipe] vai dizer algo. Não acho que fizemos algo errado”, seguiu.

Com voltas prejudicadas, nenhum dos três chegou ao Q2. Só que a grande vítima foi Sebastian Vettel, que nos treinos livres mostrou ritmo para lutar pelo Q3. O tetracampeão foi o 17°, com Schumacher em 19° e Mazepin em 20°. A direção de prova chegou a investigar o lance, mas concluiu que não houve culpados.

A Fórmula 1 volta a acelerar neste sábado em Zandvoort para um dia bastante cheio. Às 7h (de Brasília, GMT-3), o circuito será palco do treino livre 3, enquanto a classificação acontece às 10h. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar