Mazepin processa Haas por atraso salarial de 2022: “Vamos para o tribunal”

Nikita Mazepin disse que a Haas não cumpriu com as "obrigações contratuais" após a rescisão em março. "Eu não vi meu dinheiro", declarou o piloto russo

Nikita Mazepin deixou a Haas no início deste ano por conta das sanções aplicadas à Rússia em decorrência da guerra contra a Ucrânia, mas o piloto está longe de encerrar o vínculo que ainda possui com a equipe americana. Isso porque, segundo o russo, o time chefiado por Günther Steiner ainda lhe deve salário.

Em entrevista ao grupo russo de mídia RBC, Mazepin disse que entrou com processo contra sua ex-equipe na Fórmula 1 alegando não ter recebido pagamentos ainda referentes a este ano. O piloto teve seu contrato rescindido pela Haas em março.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Nikita Mazepin disse que a Haas não cumpriu com as obrigações contratuais (Foto: Haas)

“Quando o contrato foi rescindido, a Haas ainda tinha um salário a pagar de 2022. E ainda não pagaram”, frisou Mazepin. “Estou falando apenas do fato de que as obrigações contratuais não foram cumpridas”, ressaltou, afirmando que o atual processo em nada tem a ver com o da Uralkali, que está em busca do reembolso dos fundos investidos nos americanos.

“É preciso entender que tínhamos dois contratos independentes. E quebrar o acordo com o patrocinador do título [Uralkali] não teve impacto direto no meu futuro na equipe. Eles [Haas] tomaram duas decisões separadas. Eu não vi meu dinheiro, então vamos para o tribunal”, salientou.

Mazepin ainda usou o exemplo do que aconteceu na própria F1. Ao optar pelo cancelamento do GP da Rússia, a categoria cumpriu com todos os custos referentes à decisão — o que, na opinião do russo, “foi um exemplo de etiqueta”.

“Existem relações comerciais, e você não pode ignorar, isso está errado. Infelizmente, nem todos são guiados por isso”, concluiu.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar