No calor de Sepang, Vettel coloca Red Bull na frente do último treino livre. Sutil surpreende e fecha em 3º

Diante de temperaturas de até 45ºC no asfalto de Sepang, Sebastian Vettel registrou 1min36s435 e foi o mais rápido da terceira e última sessão livre do GP da Malásia. O grande destaque do treino foi Adrian Sutil, terceiro, 0s153 atrás do alemão. Felipe Massa foi oitavo

Em tomada de tempos marcada pelo fortíssimo calor — com a pista chegando a ter 45ºC de temperatura — e pelo enorme desgaste dos pneus, Sebastian Vettel foi o mais rápido do terceiro treino livre do GP da Malásia, disputado neste sábado (23), em Sepang. O tricampeão do mundo completou 19 voltas e registrou, na melhor delas, 1min36s435, alcançando a melhor marca do fim de semana até aqui.

Lewis Hamilton liderou boa parte do treino livre em Sepang, mas foi superado por Vettel no fim da tomada de tempos, fechando em segundo. Mas o grande destaque da sessão ficou por conta da bela performance de Adrian Sutil. Em grande fase desde o GP da Austrália, o piloto da Force India assegurou a terceira marca do treino, ficando a apenas 0s020 do tempo de Lewis. Mark Webber foi o quarto colocado, seguido por Kimi Räikkönen, o melhor de sexta-feira, e Paul di Resta.

Vettel garantiu o melhor tempo do fim de semana até o momento em Sepang (Foto: Red Bull/Getty Images)

Jenson Button andou muito bem nesta sessão e conquistou o sétimo melhor tempo. O britânico obteve uma performance bastante razoável com o ainda problemático MP4-28, bem diferente de Sergio Pérez, apenas 12º. Felipe Massa outra vez andou mais rápido que Fernando Alonso e garantiu o oitavo posto, duas colocações à frente do seu companheiro de equipe na Ferrari.

Saiba como foi o terceiro treino livre do GP da Malásia de F1

Apenas duas equipes deram as caras nos primeiros minutos do terceiro e último treino livre antes da sessão classificatória na Malásia: Red Bull e Caterham, a melhor e a pior equipe, pelo menos neste começo de temporada. E, curiosamente, foi a escuderia da casa que começou marcando o melhor tempo, com Giedo van der Garde. Obviamente, os taurinos Vettel e Webber começaram o sábado cumprindo um cronograma bem diferente do usual e não priorizaram tempos de volta.

O calor era muito forte, quase insuportável para os pilotos em Sepang. Isso porque fazia cerca de 44ºC no asfalto, enquanto, dentro dos cockpits, os pilotos eram submetidos a mais de 50ºC de temperatura, elevando o desafio físico ao máximo.

Os primeiros tempos do dia foram feitos com pneus duros, identificados pela Pirelli pela cor laranja. Kimi Räikkönen, dono da melhor marca da sexta-feira, e Nico Rosberg, foram os primeiros a andarem abaixo de 1min39s. Contudo, os tempos cairiam de maneira bastante considerável nos minutos seguintes da sessão em Sepang.

Em seguida, Adrian Sutil, em grande fase, colocou a Force India de número 15 na ponta com 1min37s933, boa marca para quem estava calçado com pneus duros. Adrian logo foi superado por Rosberg e, em seguida, por Hamilton, que marcou 1min37s5, tempo 1s mais lento em relação à marca de Räikkönen na sexta, estabelecida com pneus médios.

Os pilotos estavam evitando completar muitas voltas no treino, já que muitos deles deram preferência à economia dos pneus, temendo um desgaste excessivo principalmente durante a corrida. Tanto que Paul Hembery, diretor-esportivo da Pirelli, disse que, diferente da Austrália, “uma tática de dois pit-stops certamente não vai acontecer” na Malásia.

Vettel foi um dos que sofreu com o desgaste excessivo dos pneus — sobretudo os traseiros — e escapou na curva 8, mas logo retornou normalmente ao treino, que era acompanhado atentamente por Tony Fernandes e também por Heikki Kovalainen, dispensado da Caterham no fim da temporada passada.

Após meia hora de sessão, os primeiros pilotos deixaram os boxes calçados com pneus médios, a começar pela Mercedes de Rosberg. O alemão subiu para a ponta e girou tempo 1s mais rápido em relação à sua melhor marca usando os pneus duros. Button era momentaneamente o segundo [boa marca, com pneus duros], e Massa, nono. Os dois carros da Red Bull figuravam nos últimos lugares após 36 minutos de treino.

A temperatura da pista caiu levemente. De 45ºC, o asfalto tinha 38ºC, e isso se refletiu um pouco na queda dos tempos em Sepang. Prova disso é que Hamilton cravou 1min36s568 — tempo 0s001 mais rápido que o feito por Räikkönen na sexta — e assegurou a melhor marca do fim de semana até o momento.

Depois foi a vez de os carros da Red Bull voltarem ao treino, agora calçados com pneus médios. E logo de cara, Webber pulou de penúltimo para segundo na tabela de tempos. Vettel fez uma volta apenas razoável e se posicionou em sexto, atrás do compatriota Sutil, restando apenas 12 minutos para o fim da sessão no circuito malaio.

Dentre os destaques do treino, Sutil manteve a boa forma exibida na Austrália e conseguiu subir para segundo, apenas 0s020 atrás de Hamilton. Outro que surpreendentemente andou bem foi Button, sempre entre os primeiros com o ainda problemático carro da McLaren. Button tinha desempenho bem diferente de Pérez, apenas em 14º.

Quando parecia que nada mudaria em termos de tempo de volta, eis que Vettel explorou ao máximo o bom ritmo do RB9 e garantiu, nos minutos finais, o tempo de 1min36s435, assegurando a melhor marca do fim de semana em Sepang.

A cobertura do GP da Malásia no GRANDE PRÊMIO
Siga o Grande Prêmio no Twitter
Curta a página do Grande Prêmio no Facebook

F1, GP da Malásia, Sepang, treino livre 3:

1 Sebastian VETTEL ALE Red Bull Renault 1:36.435   20
2 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:36.538 +0.103 17
3 Adrian SUTIL ALE Force India Mercedes 1:36.588 +0.153 19
4 Mark WEBBER AUS Red Bull Renault 1:36.613 +0.178 20
5 Kimi RÄIKKÖNEN FIN Lotus Renault 1:36.806 +0.371 19
6 Paul DI RESTA ESC Force India Mercedes 1:36.807 +0.372 18
7 Jenson BUTTON ING McLaren Mercedes 1:36.822 +0.387 16
8 Felipe MASSA BRA Ferrari 1:36.946 +0.511 14
9 Nico ROSBERG ALE Mercedes 1:36.949 +0.514 25
10 Fernando ALONSO ESP Ferrari 1:37.302 +0.867 14
11 Pastor MALDONADO VEN Williams Renault 1:37.359 +0.924 11
12 Sergio PÉREZ MEX McLaren Mercedes 1:37.538 +1.103 12
13 Nico HÜLKENBERG ALE Sauber Ferrari 1:37.665 +1.230 23
14 Romain GROSJEAN FRA Lotus Renault 1:37.690 +1.255 14
15 Valtteri BOTTAS FIN Williams Renault 1:37.936 +1.501 16
16 Esteban GUTIÉRREZ MEX Sauber Ferrari 1:38.294 +1.859 17
17 Jean-Éric VERGNE FRA Toro Rosso Ferrari 1:38.376 +1.941 16
18 Daniel RICCIARDO AUS Toro Rosso Ferrari 1:38.425 +1.990 15
19 Charles PIC FRA Caterham Renault 1:38.995 +2.560 18
20 Jules BIANCHI FRA Marussia Cosworth 1:39.717 +3.282 21
21 Giedo VAN DER GARDE HOL Caterham Renault 1:40.209 +3.774 18
22 Max CHILTON ING Marussia Cosworth 1:40.495 +4.060 18
  TEMPO 107% TL1     1:43.185 +6.750  
               
REC Fernando ALONSO ESP Renault R25   1:32.582 19/03/2005  
MV Juan Pablo MONTOYA COL Williams BMW FW26   1:34.223 21/03/2004  
               
  Condições do tempo   SOL ENTE NUVENS   ar: 31-32ºC | pista: 37-45ºC
Pneu médio                                       Pneu duro      

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube