No pódio, Leclerc credita perseguição a Bottas no fim a “ótimo” trabalho com pneus

Charles Leclerc foi capaz de colocar a Ferrari no pódio em Paul Ricard, neste domingo (23). O monegasco poupou pneus ao longo da corrida e conseguiu atacar Valtteri Bottas, mas não teve tempo de executar a ultrapassagem

Charles Leclerc foi o melhor homem da Ferrari em Paul Ricard, neste domingo (23). O monegasco largou da terceira posição do grid e se manteve forte ao longo das 53 voltas da prova francesa. É verdade que a briga com o Lewis Hamilton não era possível, dada a impressionante performance do inglês, vencedor do GP da França, mas Valtteri Bottas poderia ser um alvo. Então, o jovem adotou uma estratégia de poupar pneus, especialmente na segunda parte da corrida. Como prêmio, Leclerc se viu colado no finlandês nas voltas finais, quando foi capaz de reduzir a diferença para menos de 1s. Faltaram giros para Charles, no entanto.
 
Mesmo acossando o piloto da Mercedes, que chegou até a errar no fim, Leclerc garantiu o último degrau do pódio. "Eu dei tudo de mim hoje", afirmou o piloto logo após a corrida.
Charles Leclerc (Foto: AFP)

"A primeira parte da prova foi Ok, mas a Mercedes estava simplesmente muito veloz. Mas, na segunda parte da corrida, nós conseguimos administrar bem os pneus e caçar um dos carros deles", contou.

 
"Depois das simulações de sexta-feira, nós melhoramos em algumas áreas e acredito isso nos ajudou hoje. Apenas me faltaram voltas no fim", completou o ferrarista, que não permitiu a aproximação de Max Verstappen durante a corrida.
 
Com o resultado de hoje, Leclerc segue em quinto no Mundial, mas com 87 pontos.
 
A Fórmula 1 volta daqui a uma semana com o GP da Áustria, no Red Bull Ring. O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO e em TEMPO REAL

#GALERIA(9816)

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube