F1

No top-10 do Mundial de Pilotos, Grosjean exalta desempenho: “Estou guiando melhor do que nunca”

Dando de lavada em Pastor Maldonado no duelo interno da Lotus e à frente dos pilotos da Force India no campeonato, Romain Grosjean crê que pode comemorar pelo desempenho que está apresentando

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
A 'olho nu', a temporada de Romain Grosjean pode estar sendo discreta. Mas o francês acredita que tem motivos para comemorar uma boa performance ao longo de 2015.

Com 44 pontos, ele é o nono colocado no Mundial de Pilotos, e o primeiro dos pilotos que não guiam para Mercedes, Ferrari, Williams ou Red Bull. Também está à frente da bem cotada dupla da Force India e, em classificações, saiu-se melhor que o companheiro de Lotus, Pastor Maldonado, em 13 de 14 oportunidades neste ano.
Romain Grosjean sorri durante a classificação deste sábado em Suzuka, no Japão (Foto: AP)
Grosjean destacou que este desempenho trata-se não só de um crescimento técnico seu como piloto, mas também mental.

"Não é segredo que eu trabalhei com um psicólogo, e lidar com isso também é parte do que fazemos. Eu provavelmente estou guiando melhor do que nunca. As performances na classificação têm sido fora de série neste ano, e estou muito feliz com o modo como acertamos o carro para os finais de semana", comentou o francês.

Essa empolgação minimiza até mesmo os problemas extra-pista como os que a Lotus enfrentou no fim de semana do GP do Japão, com o motorhome ficando trancado no paddock de Suzuka. 

"Toda essa melhora na pilotagem me ajuda a esquecer que temos que nos trocar na garagem mesmo. Não é o fim do mundo. Isso me lembra dos testes de inverno da F-Renault, era divertido. Foi como se eu tivesse 18 anos de novo. Perdi dez anos em um fim de semana!", brincou.

Todavia, os rumores são cada vez mais fortes no sentido de que o gaulês vai deixar a Lotus ao final deste ano para defender a Haas em 2016.