F1

No top-5, Haas comemora sucesso em temporada que desenvolveu carro pela primeira vez na F1

A Haas via terminar a temporada na quarta ou quinta colocação do Mundial de Construtores e comemorar. Um feito e tanto para uma equipe que está apenas em sua terceira temporada na F1 e na primeira se preocupando em trabalhar nas atualizações do carro durante o ano
Warm Up / Redação GP, do Rio de Janeiro
 Romain Grosjean (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)

Quem vê a Haas na briga com a Renault pelo quarto lugar do Mundial de Construtores pode esquecer que a equipe norte-americana não existia nas pistas até 2016. Quando o time leva em consideração que 2018 é apenas o primeiro ano com desenvolvimento durante a temporada, vê um caminho positivo. 
 
A Haas foi aos pontos uma vez nas 17 últimas corridas de 2016 e anotou somente 47 pontos em 2017. Já são 90 em 2018.
 
"É apenas nosso terceiro ano, mas também é o primeiro em que realmente desenvolvemos o carro durante a temporada", contou o diretor de engenharia de corridas da Haas, Ayao Komatsu.
 
"O primeiro ano foi sobre a operação. No segundo ano, começamos a colocar mais foco sobre o desempenho, mas neste terceiro ano nós realmente focamos na performance e em melhorar os carros durante a temporada. Claro que no ano passado nós tivemos que parar o desenvolvimento cedo para focar neste ano, então isso se pagou", declarou. 
Romain Grosjean (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
"Estamos muito felizes com nossa base e como a equipe está operando, especialmente levando em conta que é só nossa primeira temporada", falou.
 
O chefe Guenther Steiner também acredita que o time cresceu no desenvolvimento de atualizações.
 
"Ainda temos muito a avançar, porque é apenas nossa primeira temporada desenvolvendo o carro, mas estamos melhorando em tudo. Ainda temos nossas falhas no desenvolvimento, como no México ou Monte Carlo, mas consertamos tudo", afirmou.
 
A F1 termina com o GP de Abu Dhabi, em 25 de novembro.