Norris vê brincadeiras em excesso na estreia na F1 e busca mais equilíbrio

Lando Norris avaliou que ficou quase relaxado demais em sua temporada de estreia na Fórmula 1. O britânico contou que se divertiu bastante em 2019, mas quer mais equilíbrio para o próximo ano

Lando Norris acredita que passou da conta na diversão na temporada 2019 da Fórmula 1. O piloto da McLaren viu um lado positivo em seu jeito descontraído, mas ressaltou que quer mais equilíbrio no próximo ano.
 
Apesar da diferença de 47 pontos para Carlos Sainz, o companheiro de McLaren, na classificação do Mundial de Pilotos, Norris se mostrou combativo e agradou na temporada de estreia na F1. 
 
Além das boas atuações na pista, Norris também se destacou pelo jeito brincalhão, especialmente pela interação com Sainz e pelo uso que faz das redes sociais. 
Lando Norris (Foto: McLaren)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Em um balanço de 2019, Norris deixou claro que não quer mudar, mas reconheceu que não esteve tão focado quanto deveria.
 
“De algumas maneiras, acho que fiquei quase relaxado e me diverti demais”, disse Norris em entrevista à revista inglesa ‘Autosport’. “Quando ficou mais sério, não foquei tanto quanto deveria e assim por diante, e trabalhei em tantas áreas quanto deveria, acho que comecei a encarar como se fosse garantido”, seguiu.
 
“Foi bom e eu consegui me divertir na minha primeira temporada, não apenas entrei e fui cercado por muitas coisas sérias e pessoas”, comentou. “Ao mesmo tempo, acho que isso ajudou na minha habilidade de trabalhar em várias coisas e melhorar como piloto. Talvez, às vezes, eu tenha exagerado um pouco em termos de ser muito brincalhão e não focar tanto quanto deveria. Existe um equilíbrio, ainda quero me divertir às vezes, usar meu próprio casaco [ao invés das roupas da McLaren] e coisas assim”, explicou.
 
Além de um bom relacionamento com Sainz, Lando também se deu bem com Daniel Ricciardo, com quem dividiu momentos divertidos ao longo da temporada.
 
Questionado se o australiano da Renault mostrou que os pilotos da F1 podiam mostrar um lado divertido, Norris respondeu: “Sim, mas, ao mesmo tempo, ele está em sei lá que ano na F1 e em seus muito poucos anos de F1, não acho que ele fosse tão brincalhão e divertido com tudo comparado com o que é agora”.
 
“Não que ele não fosse, mas ele levava a sério e tinha de provar o que poderia fazer e aí poderia ser mais ele mesmo”, considerou. “Tenho de garantir que as pessoas não vão usar o que eu faço e quem eu sou como uma desculpa ― ‘é o primeiro ano dele e ele não leva muito a sério’”, declarou. 
 
“Ao longo do tempo, talvez eu fique mais relaxado como ele, mas acho que, às vezes, ainda tenho de parecer mais sério olhando de fora do que eu quero para que as pessoas não usem coisas que não são verdadeiras como desculpa”, completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube