F1

Novas imagens explicam desempenho de Ocon e mudam visão de batida com Verstappen em Interlagos

Uma versão mais longa da onboard de Esteban Ocon mostra uma Force India com ritmo para de fato tentar passar Max Verstappen. O lance foi comentado no Paddock GP, onde jornalistas disseram mudar de opinião sobre a parcela de culpa do francês
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Max Verstappen e Esteban Ocon (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
O grande ponto de discussão do GP do Brasil do último fim de semana, o incidente entre Max Verstappen e Esteban Ocon, ganhou novas imagens. E que ajudam a contar melhor o que aconteceu: a câmera onboard da Force India revela um piloto francês com ritmo forte ao sair dos boxes e condições de acompanhar o holandês de perto.
 
A tomada, analisada no PADDOCK GP, programa de debates do GRANDE PRÊMIO, começa quando Ocon vem aos boxes para colocar pneus supermacios. Esteban compensa o carro inferior com a borracha nova e passa duas voltas inteiras próximo de Verstappen. Ao fim da segunda, Esteban constrói uma tentativa genuína de ultrapassagem por fora, que termina com o toque entre os dois.
Max Verstappen e Esteban Ocon (Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
“Antes eu tinha para mim que a divisão de culpa era 80%-20%. Hoje eu já digo que os dois têm culpa igual no cartório”, disse Victor Martins, apresentador do PADDOCK GP. “A cada nova câmera, cada nova tomada, a distância [da culpa] foi diminuindo um pouco. Essa onboard, para mim, é 50%-50%. Nem falo de ter coisa a perder, falo do acidente em si, como se fosse briga por posição”, completou o comentarista Gabriel Curty.
 
Ocon foi considerado culpado pelos comissários de prova, precisando cumprir um stop & go na parte final do GP do Brasil. Verstappen agrediu o francês com empurrões ao fim da corrida, sendo reprimido pela FIA com a necessidade de cumprir dois dias de serviços comunitários.

Confira abaixo a onboard de Ocon e a discussão no PADDOCK GP: