Nürburgring fez proposta para Ecclestone organizar GP da Alemanha e ficar com lucros, revela diretor

Para tentar salvar o GP da Alemanha de 2015, o circuito de Nürburgring ofereceu o circuito para Bernie Ecclestone promover a corrida e manter o calendário deste ano com 20 provas

Ainda não confirmado para a temporada 2015, o GP da Alemanha pode acabar nas mãos de Bernie Ecclestone. Foi essa a proposta que o diretor do circuito de Nürburgring revelou ter feito ao principal dirigente do Mundial de F1.
 
De acordo com Carsten Schumacher, diretor da tradicional pista alemã, ele agora espera uma resposta para o acordo que sugeriu ao inglês de 84 anos.
 
Schumacher disse à publicação ‘Motorsport Aktuell’ que propôs a Ecclestone “organizar o GP da Alemanha e também coletar todos os lucros”.
 
O GP da Alemanha está marcado para o dia 19 de julho e, se não acontecer, deixará o campeonato com apenas 19 corridas em vez de 20.
Pista de Nürburgring recebe GP da Alemanha em anos ímpares desde 2009 (Foto: F3 Inglesa)
Há um revezamento entre os circuitos de Nürburgring e Hockenheim na promoção do evento, mas o primeiro autódromo, que recentemente mudou de dono, alega não ter como bancar a corrida arcando com a alta taxa cobrada pela FOM (Formula One Management).
 
A corrida é uma das mais importantes do calendário, por se tratar da terra natal do tetracampeão Sebastian Vettel e da atual campeã de Pilotos e Construtores, a Mercedes.
SENNA NA MCLAREN

Sim, é uma notícia de 2015. A marca inglesa anunciou nesta segunda-feira (9) que contratou Bruno Senna para integrar seu time oficial nas corridas de GT e também para colaborar com o desenvolvimento de modelos de rua. “É uma grande honra para mim me juntar à McLaren, um time pelo qual meu tio teve tanto sucesso e um dos nomes mais famosos no automobilismo. 2015 é um grande ano para toda a McLaren e é um momento animador para ser parte de tudo o que está acontecendo”, comentou Senna.

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

SWISS LEAKS
Fernando Alonso, Flavio Briatore, Heikki Kovalainen e Valentino Rossi: estes nomes constam em uma lista de 61 perfis divulgada pelo Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ, na sigla em inglês) oriunda do vazamento de dados confidenciais da filial suíça do banco HSBC. A investigação, batizada de ‘Swiss Leaks’ e conduzida por jornalistas de 45 países, começou em 2008 depois que um ex-funcionário do HSBC entregou dados do banco britânico às autoridades francesas. O jornal ‘Le Monde’ conseguiu acesso às informações e as compartilhou com a ICIJ. A revelação foi feita neste domingo (8).

Leia a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

LEVEL: LEGENDARY
Depois de conquistar a terceira posição no Mundial de Construtores em 2014, a Williams assegura que fez no período do inverno europeu um trabalho com a intenção de obter resultados ainda melhores neste ano. E o finlandês Valtteri Bottas já prevê que o grau de dificuldade para que estes objetivos sejam alcançados será maior. “Agora a parte mais difícil começa”, declarou Bottas, que garante: “Estamos realmente determinados a fazer melhor”.

Confira a reportagem completa no GRANDE PRÊMIO

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube