F1

O legado além do esporte: Hamilton busca ser lembrado por “ajudar crianças e incentivar educação”

Ícone maior da F1 dos tempos atuais e grande embaixador do esporte, Lewis Hamilton deixa claro que não quer ser lembrado apenas pelos seus feitos na pista. O britânico, agora pentacampeão, quer ter a chance de fazer as crianças sonharem. Como o próprio Lewis sonhou
Warm Up, da Cidade do México / FERNANDO SILVA, de Sumaré / EVELYN GUIMARÃES, do Hermanos Rodríguez
 Lewis Hamilton (Foto: Twitter)
Mesmo antes de conquistar o pentacampeonato mundial de F1, feito logrado na tarde deste domingo (28) no México, Lewis Hamilton já era visto por muitos como o embaixador ideal do esporte. Porque o britânico não se resume a ser apenas um piloto como todos os outros, mas é um personagem influente no meio do showbiz e, portanto, capaz de levar, de certa forma, a F1 a vários meios ao redor do mundo. Ciente que seu papel como influenciador vai muito além do piloto que é, um dos maiores da história, Hamilton já pensa em eternizar seu legado não apenas dentro, mas também fora das pistas.
 
“Tenho muitas coisas que eu quero fazer, muitas coisas. A corrida está no centro de tudo o que eu faço e, naturalmente, vou sempre ser lembrado como um piloto, mas esse grande esporte e essa grande oportunidade que tive criaram uma grande base e uma oportunidade para mim de fazer outras coisas”, comentou o pentacampeão do mundo em entrevista coletiva acompanhada pelo GRANDE PRÊMIO logo após confirmar a conquista do título no Autódromo Hermanos Rodríguez.
 
E foi aí que Hamilton explicou que deseja ser lembrado pelo trabalho que sonha em realizar, atuando socialmente para permitir que várias crianças possam ter acesso à educação, capaz de abrir todos os horizontes possíveis a uma nova geração.
Pentacampeão do mundo, Lewis Hamilton quer deixar um legado social, muito além do esporte (Foto: AFP)
“Sempre fui de querer ter algum impacto positivo. Não quero simplesmente assumir, assumir, assumir [as coisas]. Quero fazer algumas coisas positivas para o futuro. Então, se eu quiser ser lembrado por qualquer coisa... é por ajudar algumas crianças a passar pela escola, passar por momentos difíceis”, disse.
 
“Seja construindo uma escola, seja incentivando a educação, seja ajudando pessoas a passar por momentos difíceis”, recordou Lewis, ciente da importância que tem para poder proporcionar às crianças a chance de sonhar. Como um dia o próprio Lewis sonhou. Para aí, definitivamente, sentir-se satisfeito pelo seu legado deixado como ser humano, indo muito além de qualquer esfera esportiva.
 
“É algo difícil de colocar em palavras, mas naturalmente não quero que meu tempo no planeta não signifique nada. Tenho certeza de que todos vocês se sentem desta forma. Todos vocês querem saber que seu tempo foi bem gasto e que você não o desperdiçou. Essa é minha meta”, concluiu o pentacampeão mundial de F1.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.