O que esperar do duelo entre Mercedes e Red Bull após título de Verstappen?

Após temporada histórica em 2021 com direito a diversas polêmicas e cutucadas de pilotos e chefes de equipe, como será a 'treta' entre Mercedes e Red Bull após eventos de Abu Dhabi?

A disputa pelo título da Fórmula 1 na temporada 2021 não se limitou às disputas na pista entre Lewis Hamilton e Max Verstappen — que por si só, já transformariam o ano em uma jornada explosiva. Os desentendimentos também atingiram o paddock da categoria, e se estenderam principalmente aos chefes das equipes: Toto Wolff, da Mercedes, e Christian Horner, da Red Bull, não economizaram nas trocas de farpas.

Desta forma, fica o questionamento: como será essa ‘treta’ entre as postulantes a um dos títulos mais equilibrados da história da Fórmula 1, em um ano em que o novo regulamento técnico entrará em ação e pode sacudir a categoria?

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

LEWIS HAMILTON; MAX VERSTAPPEN; F1; FÓRMULA 1; GP DE ABU DHABI;
Lewis Hamilton não se pronunciou após perder título da F1 para Verstappen (Foto: Lars Baron/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Com carros completamente novos, remodelados e pneus maiores — terão aro 18, cinco polegadas a mais do que os de aro 13 que eram utilizados —, a disputa pelo título tende a continuar polarizada entre Mercedes e Red Bull? Considerando o retorno normal de Hamilton à F1, como será a disputa dentro e fora das pistas entre as equipes em 2022?

João Pedro Nascimento aborda o tema em vídeo no canal do GRANDE PRÊMIO no YouTube. Assista já e comente.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar